artigos
Convibra Conference - ATUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM NO SISTEMA PRISIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES SEGUNDO A LEI
ATUAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM NO SISTEMA PRISIONAL E SUAS IMPLICAÇÕES SEGUNDO A LEI

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 26


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Brendon Edson Armanini , Caroline Nascimento De Souza , Laís Lopes Gonçalves , Larissa Zuqui Ribeiro , Larissa Chagas Suhett , Juliana Maria Bello Jastrow , Alessandra Aparecida De Saldes , Italla Maria Pinheiro Bezerra

ABSTRACT
Objetivos: Descrever a atuação dos profissionais de enfermagem inseridos no sistema prisional e suas implicações segundo a lei. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada nas bases de dados da Biblioteca Virtual em Saúde Brasil – BVS durante o mês de julho de 2020. Para a busca utilizou-se os descritores baseados no Decs, e assim montou a estratégia de busca: enfermagem and assistência and sistema prisional. Os critérios de inclusão foram: Artigos completos disponíveis nos idiomas português e inglês, publicados entre 2018 a 2020. Foram excluídas teses, dissertações. Resultados: Foram encontrados dez artigos, após a aplicação dos critérios de inclusão e da leitura de títulos e resumos, posteriormente realizando-a de forma completa, resultou-se em um total de 2 artigos analisados. Os artigos analisados mostraram que a atuação da enfermagem no sistema prisional ainda é deficitário. O sistema de saúde do país tem suas falhas, e não seria diferente em relação a saúde das pessoas privada de liberdade. Os poucos profissionais de enfermagem inseridos nesse serviço enfrentam muitas dificuldades na sua rotina de trabalho, por conta do medo, da falta de suprimentos materiais, e por terem que atuar em um ambiente hostil. Conclusão: Assim como outros serviços, é necessário que a sistematização da assistência de enfermagem à saúde implementada no sistema prisional seja reavaliada, além disso, é importante que os profissionais inseridos nesse ambiente tenham melhores condições de serviço.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Reges Antonio Deon 09-02-2021 12:50:35

O tema do artigo é muito relevante, pois se tem diversas fragilidades no sistema prisional envolvendo a saúde e que deveria ter uma melhora significativa. É um ambiente insalubre, hostil e que causa uma exaustão muito grande aos profissionais pelo próprio ambiente aonde o mesmo está inserido. O enfermeiro tem um papel de suma importância nesse ambiente, pois nem sempre o Médico está inserido integralmente nesse local, e o enfermeiro fica responsável por muitos processos. No sistema prisional não depende somente dos profissionais da saúde para levar a assistência a saúde para o reeducando, como artigo cita depende muito de materiais, local adequado para trabalhar, recursos humanos, e entre outros. Mas um dos principais seria que a segurança interfere muito no processo de trabalho do enfermeiro, de como ele ira atender esse individuo, qual o local, a abordagem que ele deve ter com esse detento e principalmente estar despido de qualquer preconceito para dar a melhor assistência a esse detento visando a saúde dele em si, e uma melhora na qualidade de vida, não julgando seus atos passados, que no qual são ''responsáveis'' por ele estar inserido nesse ambiente. Esse artigo poderia interligar mais os autores, tendo uma escrita mais dinâmica e detalhada do assunto, trazendo mais soluções visando realmente que a Unidade de Saúde Prisional não é como uma unidade de saúde qualquer próxima a nossa residencia, ela requer programas específicos como atendimentos diferenciados para aquela população de acordo com a realidade de cada sistema prisional.

Foto do Usuário Mariana Alves Lemos 09-02-2021 12:50:35

A saúde das pessoas privadas de liberdade é um tema por muitas vezes esquecido, mas que deve ser colocado em pauta.