artigos
Convibra Conference - Abordagem à População em Situação de Rua junto à equipe de Consultório de Rua: Relato de experiência acadêmica
Abordagem à População em Situação de Rua junto à equipe de Consultório de Rua: Relato de experiência acadêmica

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 42


Certificado de publicação:
Certificado de RAQUEL RAMOS SCHETTINO
Certificado de Carla Cristina Ribeiro Ornelas

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Tânia Correa Oliveira , Carla Cristina Ribeiro Ornelas , Marília Do Amparo Marcelino Antônio , Raquel Ramos Schettino , Silvana Maria Lage Soares , Shirley Pereira De Almeida , Luciana Alves Silveira Monteiro , Verônica Pedersane Nunes De Castro

ABSTRACT
Resumo:
Introdução: A População em situação de Rua é heterogênica, diversa culturalmente e vive em
situação de pobreza e abandono. A Política Nacional para População em Situação de Rua,
instituída pelo Decreto nº 7.053/2009, é uma iniciativa nacional de reconhecimento dos direitos
dessa população e objetiva assegurar a eles acesso amplo aos serviços de saúde. Objetivo:
Relatar a experiência de acadêmicos de enfermagem, durante a abordagem à população em
situação de rua, junto à equipe de Consultório de Rua. Métodos: Relato de experiência,
descritivo e reflexivo, a partir das observações de acadêmicas de enfermagem durante duas
visitas em campo, acompanhando os profissionais da equipe de Consultório de Rua de uma
Unidade Básica de Saúde de Belo Horizonte, nos meses de abril e maio de 2019, com duração
de 6h cada. Utilizou-se a exposição dialogada, observação da população de rua e do processo
de trabalho dos profissionais. Resultados: Essa população, em sua maior parte, é constituída
por indivíduos com idade em torno de 30 a 50 anos, negros e pardos, do sexo masculino.
Sofrimento mental, tuberculose, tabagismo, uso de álcool e drogas e infecção sexualmente
transmissível, são situações presentes. Desafios foram observados, como: dificuldade de
estabelecer vínculo e de adesão ou manutenção ao plano terapêutico e característica itinerante
e hostil do ambiente como determinantes do processo saúde-doença. Os profissionais
utilizavam linguagem clara e adequada, escuta humanizada, tentavam estabelecer vínculo com
o usuário, identificavam as necessidades e incentivavam a procura pela rede de atenção à
saúde. Conclusão: Apesar dos desafios no contexto observado, pode-se conhecer sobre essa
população e a assistência à saúde prestada por intermédio das equipes, que utilizam da equidade
para obter êxito na busca do enfrentamento à iniquidade, amenizando barreiras firmadas pelas
desigualdades sociais de determinantes de saúde à qual esses indivíduos estão expostos.
Descritores: Pessoas em Situação de Rua. Atenção Primária à Saúde. Enfermagem. Pessoal de
Saúde

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Alana Maria Alves Costa 09-02-2021 12:50:35

O artigo relata e discute um tema bastante relevante, evidenciando a situação de saúde e as carências da população de rua, que muitas vezes é negligenciada. A equidade é sempre apontada no estudo, sendo um ponto importante, por se tratar de um dos princípios doutrinários do Sistema Único de Saúde, por meio do qual pode se obter melhores resultados com relação à promoção a saúde da população analisada.

Foto do Usuário Daniela Gomes Costa 09-02-2021 12:50:35

É marcante o cumprimento dos princípios e diretrizes da Politica Nacional de Humanização pela atuação das equipes Consultório de Rua,um tema relevante para atualidade já que em todos os centros urbanos brasileiros observa-se a presença da população em situação de rua.

Foto do Usuário Silvana Oliveira Da Silva 09-02-2021 12:50:35

Esse tema é muito relevante. A PSA é totalmente invisibilizada por toda a sociedade. Sugiro uma reflexão sobre a desigualdade racial e não somente social que incide sobre essa população que é maioria negra.Bom trabalho pessoal!

Foto do Usuário Kamila Gomes Marvila 09-02-2021 12:50:35

Ótimo tema, com grande relevância. O texto apresenta uma boa linguagem e oraganização das colocações. Muito bom! Sucesso aos envolvidos.

Foto do Usuário Kamila Vieira Moraes 09-02-2021 12:50:35

O tema do artigo é muito relevante, sendo uma emergência de saúde pública e foi abordado de forma muito clara e concisa.

Foto do Usuário Adriana Da Silva Baltar Maia Lins 09-02-2021 12:50:35

Trabalho extremamente oportuno, principalmente em tempos de pandemia. A população em situação de rua não tem vínculo, nem cadastro nas unidades de saúde. Com o consultório na rua, cria- se a oportunidade de vincular e fazer uma assistência continuada.