artigos
Convibra Conference - Contribuição dos estudos dos itinerários terapêuticos dos estudantes de graduação da UFSCar às políticas públicas de saúde
Contribuição dos estudos dos itinerários terapêuticos dos estudantes de graduação da UFSCar às políticas públicas de saúde

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 24


Certificado de publicação:
Certificado de Raiane Silva Sousa

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Raiane Silva Sousa , Taís Bleicher , Diego Mendonça Viana

ABSTRACT
Este trabalho se refere a pesquisa realizada entre os anos de 2019 e 2020, com o objetivo de compreender os itinerários terapêuticos de universitários em situação de sofrimento psíquico. Entendendo que o Plano Nacional de Assistência Estudantil destina um de seus eixos à saúde do estudante, buscou-se identificar se, na busca por cuidado à saúde, especificamente mental, encontram-se as ações que devem ser desenvolvidas pela instituição de ensino a qual ele se vincula. Este resumo busca refletir sobre as possíveis contribuições de pesquisar os itinerários terapêuticos (IT) às políticas públicas de saúde. Para isso, adotou-se a abordagem qualitativa e foram entrevistados cinco estudantes de graduação, em modelo de entrevista semi-estruturadas. À luz da História de Vida e da literatura, os dados foram analisados. Nenhum dos estudantes buscou o serviço especializado em saúde da universidade em questão,  e as razões são várias, como filas de espera, ausência de ações de acolhimento e inacessibilidade do serviço, além de outros a serem explorados no decorrer do trabalho. Pesquisar os itinerários terapêuticos permitiu compreender melhor, além do percurso da busca, as motivações que perpassam esse processo e como as escolhas feitas expressam o conhecimento sobre o cenário local e as possibilidades conhecidas pela comunidade. A contribuição às políticas públicas parte disso. Aponta-se, nacionalmente, para a necessidade de criação de normas operativas para o PNAES, incluída a necessidade de gestão clínica dos serviços de Saúde por ele abrangido. No âmbito local, aponta-se para a necessidade de uma política pública de saúde mental do estudante, não só com marco normativo próprio, mas, como política gerencial.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Glauce Alves Rabello 09-02-2021 12:50:35

Ótimo trabalho, escrita clara e estruturada, tema muito importante para a construção de intervenções que atentem-se para a saúde mental dos universitários.

Foto do Usuário Carla Cristina Santos Ribeiro 09-02-2021 12:50:35

Tema relevante, visto que a condição psíquica dos estudantes pode ser afetada em qualquer curso ou universidade.

Foto do Usuário Carolina Serrati Moreno 09-02-2021 12:50:35

Temática muito relevante para o contexto universitário. Apresenta uma metodologia bem organizada, e consegue trazer resultados relevantes para a temática.