artigos
Convibra Conference - DIFICULDADES DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE NO ATENDIMENTO NA ATENÇÃO BÁSICA ÀS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA
DIFICULDADES DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE NO ATENDIMENTO NA ATENÇÃO BÁSICA ÀS MULHERES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA DE GÊNERO: UMA REVISÃO INTEGRATIVA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Mulher

Acessos neste artigo: 25


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Nágela Bezerra Siqueira , Beatriz Da Silva Lima

ABSTRACT
Introdução: Em 1984, ocorreu o desenvolvimento do Programa de Assistência Integral à Saúde
da Mulher incorporando ações integradas voltadas à saúde da mulher em meio a sociedade
brasileira, traçando uma resolutividade das comorbidades com contexto na saúde. Objetivo:
Estudo com a finalidade de apontar na literatura as dificuldade enfrentada pelos profissionais
de saúde no atendimento prestado às mulheres vítimas de violência de gênero na Atenção
Básica do Sistema Único de Saúde (SUS). Metodologia: Estudo de revisão integrativa, onde
foi utilizado as bases de dados Banco Virtual em Saúde, Lilacs, Scielo, Medline e Pubmed,
onde foram impostos os critérios de inclusão: artigos completos e disponíveis, com recorte
temporal máximo de cinco anos, que correspondessem aos descritores: Políticas Públicas à
Mulheres; Violência contra a Mulher e respondessem a pergunta norteadora: “ O que a literatura
aponta com relação às dificuldades no atendimento prestado pelos profissionais de saúde da
Atenção Básica perante as mulheres vítimas de violência de gênero?”, elaborado pela estratégia
de PICO. Enquanto que os critérios de exclusão englobam: estudos realizados há mais de cinco
anos, de idioma estrangeiro, relatos de experiência, dissertações, teses e estudos repetidos.
Resultados e discussão: O levantamento realizado dos estudos apontaram que o enfrentamento
à violência contra a mulher ainda existem muitas fragilidades no que diz respeito ao
acolhimento e direcionamentos. As vulnerabilidades são constatadas já na implementação da
Lei Maria da Penha (nº 11.340/06), que embora tente assegurar a integridade física da mulher,
não a garante. Outra grande deficiência trata-se da dificuldade e/ou ausência de uma Rede de
Atenção articulada resultando em um cuidado fragmentado e a revitimização da mulher. No
âmbito da Atenção Básica, é unânime nos estudos selecionados abordar a respeito da
qualificação dos profissionais, sendo estes, pouco ou não preparados para atuar ou identificar
uma mulher vítima de violência, sendo esta uma grande fragilidade no atendimento a essa
população. Conclusão: Os estudos selecionados apontaram a grande necessidade dos
profissionais estarem atualizados para atender à essas mulheres, como também identificá-las,
visto que a vítima de violência de gênero acredita que sua situação não tem relação com sua
condição de saúde. O que agrava na atuação dos profissionais e tem impacto direto na qualidade
do atendimento prestado.
Palavras-chave: Atenção Básica, Políticas Públicas, Violência contra a Mulher.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário André Luiz Alvarenga De Souza 09-02-2021 12:50:35

Foto do Usuário Aline De Jesus Garcia 09-02-2021 12:50:35

Temática muito relevante e bem desenvolvida, contemplando esferas de diversas ciências para compor o pensamento norteador do trabalho. No estudo foi trazido como uma das evidências que a formação da graduação não dá conta de abranger e preparar para essas situações, nesse sentido, foi encontrado alguma evidência que traga resultado oposto a essa afirmativa? e na opinião de vocês, incluir essa temática na graduação traria resultados significativos por estar sendo apresentada durante o início da formação profissional?

Foto do Usuário Daiana De Freitas Pinheiro 09-02-2021 12:50:35

Excelente artigo.Aborda uma temática muito importante e de bastante relevância.

Artigo aborda tema de necessária compreensão para atuação humanizada e também para que seja dado o devido valor à atenção primária no enfrentamento da violência.

Foto do Usuário Jéssica Da Conceição Monteiro 09-02-2021 12:50:35

Parabéns aos autores. Tema muito bom que serve como al alerta