artigos
Convibra Conference - VIVÊNCIAS DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM FRENTE À PANDEMIA COVID-19 NA PERSPECTIVA DO EXISTENCIALISMO FRANKLIANO
VIVÊNCIAS DE ESTUDANTES DE ENFERMAGEM FRENTE À PANDEMIA COVID-19 NA PERSPECTIVA DO EXISTENCIALISMO FRANKLIANO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19

Acessos neste artigo: 26


Certificado de participação:
Certificado de Adriana Braitt Lima

Certificado de publicação:
Certificado de Adriana Braitt Lima

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Victoria Da Silva Soares , Iago Barbosa Ribeiro , Alana Gabriela Carvalho Peixoto De Melo , Ayane Ferreira Gaspar Do Vale , Adriana Braitt Lima , Lorena Santana Oliveira , Beatriz Carvalho Dos Santos

ABSTRACT
A pandemia COVID-19 trouxe repercussões impactantes para a humanidade. Uma das medidas para conter sua propagação foi o distanciamento entre as pessoas, fato que levou à suspensão das atividades acadêmicas por período indeterminado e o isolamento da população, o que trouxe consequências à saúde mental dos estudantes. Este artigo tem por objetivo apresentar a compreensão das vivências de estudantes de enfermagem frente à pandemia da COVID-19, com base no existencialismo frankliano. Participam do relato quatro estudantes de enfermagem. Foram utilizadas, como guia, questões norteadoras e, para a síntese da narrativa, a análise de conteúdo foi a escolha. O relato teve início um mês após o decreto de suspensão das atividades acadêmicas presenciais. Na vivência com a pandemia da COVID-19, apesar de emergirem sentimentos de medo pelas mortes, tédio em função do distanciamento social dos familiares e amigos, além da sensação de improdutividade, foi possível às estudantes o encontro de valores existenciais vinculados a essa vivência, tais como a importância do abraço das pessoas amadas, o empenho na busca de conhecimento, a preocupação com  ações de autocuidado. E ainda emergiram valores expressos em atitudes, como a crença em Deus, frente às adversidades. Como conclusão, foi possível verificar que optar pela enfermagem como profissão implica assumir a responsabilidade de construir um exercício profissional com empatia e respeito ao outro. Assim, este estudo focaliza a possibilidade de autoconhecimento a partir da vivência da pandemia da COVID-19, ao tempo que traz pistas para o encontro de sentido do exercício profissional em enfermagem, fundamentadas no referencial da análise existencial frankliana.
Descritores: estudantes de enfermagem, enfrentamento, valor da vida, COVID-19.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Adriana Aparecida Paz 09-02-2021 12:50:35

Excelente relato de experiência de acadêmicas sobre a pandemia. Este documento deveria ser indexado como artigo por ter 17 páginas, pois o expandido era até seis páginas.Parabéns aos autores!!!

Foto do Usuário Flaviane Regis De Souza Santana 09-02-2021 12:50:35

Ótimo trabalho, realizado dentro do tema atual que vivemos. Uma sugestão seria aplicar este tema aos profissionais de enfermagem já graduados que ao invés de estarem distanciados das pessoas pela pandemia eles ficaram distanciados de suas famílias com o excesso de carga horária para viver a pandemia e aplicar a mesma teoria, para analisar se podem chegar a uma visão próxima do resultado final deste artigo, seria bem interessante. Como a pandemia pode influenciar na educação e na profissão da Enfermagem?

Foto do Usuário Antonia Michele Almeida 09-02-2021 12:50:35

Tema do trabalho é relevante no contexto atual e respeita o tema proposto pela Convibra, porém estudo se limitou a descrever pandemia. Poderia ter proposto ações de saúde mental para ser aplicada na pandemia, isto deixaria o estudo mais interessante. No geral está bem escrito, respeitando regras de um trabalho cientifico, referencias utilizadas atualizadas

Foto do Usuário Rodrigo Cardoso Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

Importante tema sendo trabalhado nesse momento, trazendo a necessidade de sistematizar as vivências de discentes diante da pandemia.

Foto do Usuário André Ribeiro Da Silva 09-02-2021 12:50:35

Todo estudo que envolve seres humanos deve obrigatoriamente passar por uma autorização do Comitê de Ética em Pesquisa em Seres Humanos, independente da quantidade e do tipo de intervenção realizada nesta pesquisa. Dúvidas? acesse: https://plataformabrasil.saude.gov.br/login.jsf