artigos
Convibra Conference - A deliberação popular como instrumento de desenvolvimento: utilizando a Redução Sociológica para transpor os limites da Monocultura Institucional evidenciada por Peter Evans
A deliberação popular como instrumento de desenvolvimento: utilizando a Redução Sociológica para transpor os limites da Monocultura Institucional evidenciada por Peter Evans

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 60


Certificado de participação:
Certificado de Manoel Pedro Vieira Filho

Certificado de publicação:
Certificado de Manoel Pedro Vieira Filho

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Manoel Pedro Vieira Filho , Stella De Mello Alves

ABSTRACT
A busca pelo desenvolvimento está presente em diversas sociedades. Ao longo dos anos,
foram desenvolvidas inúmeras teorias sobre os caminhos para alcançar o desenvolvimento
socioeconômico. Contudo, essas construções teóricas fundamentadas exclusivamente no viés
econômico mostraram-se insuficientes para os países periféricos, tendo em vista o aspecto
reprodutivo dessas teorias e a desconsideração de especificidades locais nos países desses
países. Por isso, surgem abordagens que enfatizam a importância das instituições deliberativas
para a promoção do desenvolvimento. No Brasil comumente são adotados modelos
estrangeiros de instituições que se destinam à promoção do desenvolvimento. Esses modelos,
muitas vezes, são implantados de forma acrítica e geram o que Peter Evans denominou de
Monocultura Institucional. A situação socioeconômica brasileira por si só evidencia
disfunções na consecução do fim pretendido com as reproduções acríticas de modelos
institucionais estrangeiros. Por outro lado, a Redução Sociológica, enquanto método proposto
por Guerreiro Ramos introduz a reflexão crítica necessária para compreender o quadro de
monocultura institucional presente na aplicação dos pressupostos anglo-americanos do
desenvolvimento. Desta forma, este artigo se propõe a validar, por meio de uma discussão
teórica, a deliberação popular como instrumento de alcance de desenvolvimento mais efetivo
e adaptado às reais necessidades de uma sociedade. Com esse propósito esta pesquisa
baseia-se em estudos bibliográficos sobre as temáticas de Desenvolvimento, Deliberação
Popular, Redução Sociológica, Democracia Deliberativa e Monocultura Institucional.
Infere-se deste estudo que a deliberação popular é condição sine qua non para o alcance do
desenvolvimento e, sobretudo, para libertação do procedimento de cópia irrestrita e acrítica
dos modelos institucionais e de políticas públicas estrangeiros.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Delmiro Gomes Da Silva Neto 09-02-2021 12:50:35

O trabalho é bem articulado e tem relevo para o meio acadêmico. Como sugestão, gostaria de ver autores nacionais que discutam o tema de governança. Como questionamento, indagaria à autora: Em que circunstâncias, os elementos da governança se encaixariam nas hipóteses do seu trabalho. Eis o parecer.

Foto do Usuário Albino Alves Simione 09-02-2021 12:50:35

Trabalho muito bem elaborado e apresentado no texto ora avaliado. Grande domínio sobre a temática, considerando a pesquisa realizada no referencial e as obras citadas. Metodologia adequada para a proposta de realização de um estudo baseado na ideia de redução de sociológica Discussão realizada é interessante e resultados importantes para o avanço do campo sobre o institucionalismo de Peter Evans.

Foto do Usuário Leandro Félix Vieira 09-02-2021 12:50:35

O tema é relevante, o presente estudo se propôs a levantar pontuações quanto à discussão sobre formas de se alcançar o desenvolvimento. Sugere-se trabalhar os resultados em forma de gráficos, clusters ou nuvens de palavras para evidenciar com clareza as respostas. Falta esclarecimentos sobre determinantes como por exemplo o instrumento ''GINI'', cuja função é medir o grau de concentração de renda de determinado grupo. Como o governo e a Sociedade na gestão Pública podem trabalhar em conjunto para decidir quais melhores estratégias de Desenvolvimento que devem ser adotadas.

Foto do Usuário Paulo Henrique Meneses Brasil 09-02-2021 12:50:35

O tema do artigo é atemporal em sua relevância, ganhando ainda mais importância em momentos como esse que vivenciamos, de uma pandemia, onde já há estimativas de encolhimento da economia mundial, e sobretudo do Brasil, que já vinha enfrentando uma retração. O artigo foi muito bem escrito, e apresentou resultados conforme se propôs em seus objetivos. Diante desse atual momento, gostaria de deixar para fins de reflexão o seguinte questionamento, servindo também como sugestão para futuros trabalhos nessa temática: até que ponto as políticas socioeconômicas adotadas pelo governo brasileiro, durante a pandemia e para combater os seus impactos, têm superado a Monocultura Institucional?