artigos
Convibra Conference - COMPORTAMENTO PREVENTIVO DAS MULHERES PROFISSIONAIS DO SEXO FRENTE ÀS INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS
COMPORTAMENTO PREVENTIVO DAS MULHERES PROFISSIONAIS DO SEXO FRENTE ÀS INFECÇÕES SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Mulher

Acessos neste artigo: 104


Certificado de publicação:
Certificado de Talyene Rocha Moreira Araújo Coelho
Certificado de Flávia Andrade Almeida

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ana Carolina Assis Ferreira , Bruna Kuster Gomes Abdala , Talyene Rocha Moreira Araújo Coelho , Flávia Andrade Almeida

ABSTRACT
A prostituição é toda e qualquer prestação remunerada de serviços sexuais, sem vínculo afetivo. Como o sexo é o produto de trabalho oferecido por mulheres profissionais do sexo (MPS’s), as infecções sexualmente transmissíveis (IST’s) passaram a ser vistas como risco ocupacional. Esse estudo teve como objetivo compreender o comportamento preventivo das
mulheres profissionais do sexo frente às IST’s. E como objetivo específico: Levantar as estratégias que as mulheres utilizam para se prevenir. Para o alcance dos objetivos propostos foi realizada uma pesquisa qualitativa, descritiva e exploratória a partir da realização de
entrevista semiestruturada gravada. Os sujeitos da pesquisa foram as MPS’s cadastradas na Associação de Prostitutas de Minas Gerais (APROSMIG). Os resultados dessa pesquisa evidenciaram que o estigma e preconceito da profissão, as condições de trabalho e a limitação de informação acerca do risco de doenças sexualmente transmissíveis são fatores que colaboram para negligência do autocuidado e da adoção de medidas preventivas pelas mulheres profissionais do sexo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Bárbara Aguiar Silva Oliveira 09-02-2021 09:50:35

O trabalho aborda um tema importante com excelência e clareza

Foto do Usuário Raquel Randow 09-02-2021 09:50:35

Inicialmente, a escolha por abordar sobre as mulheres profissionais do sexo é bastante válida por considerar que, na literatura, encontra-se poucas produções científicas investigativas desses indivíduos. Ao considerar os múltiplos aspectos que influenciam no autocuidado e na prevenção das IST´s, o artigo abordou de forma clara e bem informativa sobre o preconceito sofrido, as condições de trabalho e a limitação de informações sobre o risco das doenças. Ademais, a abordagem sobre os profissionais de saúde é de extrema importância, visto que esses devem realizar um tratamento adequado às mulheres, que são de uma população vulnerável, e incentivar a adesão à assistência, respeitando a individualidade de cada uma e sem qualquer preconceito.

Foto do Usuário Diego Luiz Gomes Duarte 09-02-2021 09:50:35

Tema relevante que aborda um assunto importante para a saúde pública

Foto do Usuário Thaís Emanuelle Bomfim Aragão 09-02-2021 09:50:35

Um tema relevante e pouco discutido no âmbito acadêmico e na formação dos profissionais de saúde. Artigo relevante que cumpre com o objetivo apresentado.

Foto do Usuário Bruna Maria Pereira Santos 09-02-2021 09:50:35

Assunto de extrema relevância, objetivo e bem escrito. Parabéns para as autoras!!

Foto do Usuário édis Mafra Lapolli 09-02-2021 09:50:35

O trabalho aborda um tema importante, complexo, por considerar que, na literatura, encontra-se poucas produções científicas sobre essa temática. Aborda um assunto importante para a saúde pública e pouco discutido no âmbito acadêmico e na formação dos profissionais de saúde. Parabéns aos autores!

Foto do Usuário Jordhana Cássia Da Silva 09-02-2021 09:50:35

Excelente trabalho! Conteúdo muito relevante! Respeitou todos os preceitos metodológicos exigidos.

Foto do Usuário Debora Trigo 09-02-2021 09:50:35

Muito bom artigo, aborda muito bem o tema proposto.

Foto do Usuário Lorena Franco Sobral 09-02-2021 09:50:35

Excelente pesquisa! Um tema de extrema importância! Uma sugestão seria explorar mais a questão do machismo, foi colocado no estudo, porém é uma discussão que tem raízes e impactos profundos na mulher em sociedade e principalmente para as profissionais do sexo. Meus parabéns!

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.