artigos
Convibra Conference - A gestão por competências dos administradores para o desenvolvimento de uma gestão por resultados: um estudo de caso numa Instituição Federal de Ensino
A gestão por competências dos administradores para o desenvolvimento de uma gestão por resultados: um estudo de caso numa Instituição Federal de Ensino

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 25


Certificado de publicação:
Certificado de WILLYANE FREIRE DA SILVA
Certificado de Daniel Costa Assunção

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Willyane Freire Da Silva , Daniel Costa Assunção

ABSTRACT
RESUMO: As Instituições Públicas, cada vez mais, têm sido estimuladas para melhorar seus resultados e construir caminhos para uma prestação de serviços qualificados, transparentes e em consonância com as necessidades reais da sociedade. Considerando as diferenças de atuação entre o profissional assistente em administração e administrador de uma Instituição Pública e as diretrizes que abrangem o profissional de administração, nos âmbitos táticos e estratégicos, o inadequado aproveitamento das potencialidades das atitudes, habilidades e conhecimentos de um profissional de administração podem impactar negativamente no alcance dos resultados.  Nessa perspectiva, profissionalizar o serviço público e desenvolver mecanismos para aproveitar, da melhor forma, as competências de cada um dos componentes da organização é condição imprescindível para atuação de uma gestão de pessoas no serviço público. Este trabalho tem como objetivo associar a gestão por competências dos administradores para o desenvolvimento gestão por resultados de uma Instituição Pública de Ensino. O estudo foi realizado com servidores técnicos administrativos que possuem formação em administração. A pesquisa possui abordagem qualitativa e a análise de dados foi realizada por meio da análise de conteúdo de Bardin. Identificou-se que os respondentes, em sua maioria, não se sentiam aproveitados em sua área de formação e que consideravam que esse aproveitamento é relevante para a profissionalização e atuação técnica no serviço público. Percebeu-se a necessidade de envolvimento destes profissionais no planejamento das ações da Instituição, mesmo não, necessariamente, sendo responsável por tal para que se possa melhorar a visão holística e o comprometimento daqueles que estarão envolvidos com os resultados da organização, evidenciando que o profissional com a formação de administrador pode subsidiar com maior propriedade as estratégias organizacionais adotadas nas diferentes etapas do desenvolvimento de ações da organização. Observa-se que há uma necessidade de alinhamento entre os interesses dos servidores, seus perfis e o melhor aproveitamento desses para o desempenho organizacional. Assim, observa-se que a formação de administrador pela sua abrangência demonstra capacidade em lidar com as diferentes dimensões da gestão por resultados e que as Instituições  públicas necessitam desenvolver estratégias para implantação da gestão por competências no serviço público.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Stella De Mello Alves 09-02-2021 12:50:35

O artigo foi muito bem escrito e trata de uma temática muito importante para a gestão das Instituições de Ensino Superior: a gestão por competências. Estudos sobre a especificidade abordada pelos autores (contribuição do Administrador na implantação da gestão por resultados a partir da gestão por competência) ainda é incipiente na literatura científica. Ademais, na situação de mudanças que estamos vivenciando a partir da pandemia da COVID-19, a administração universitária deverá se ajustar para trazer resultados positivos à sociedade. Portanto, estudar a gestão dessas instituições é imprescindível. Deixo como sugestão ampliar a amostra utilizada no estudo. Em minha opinião, três respondentes é um número pequeno para embasar uma discussão. Gostaria de deixar um questionamento aos autores: será que para aproveitar a plena capacidade dos administradores não se faz necessário ampliar o número de servidores da área, implicando em uma reestruturação no Quadro de Servidores? Muitas IES possuem cerca de 20 a 25 administradores, o que é um número ínfimo comparado a necessidade gerencial e administrativa dessas organizações.

O artigo está fora do padrão exigido, não consta o cbeçalho do congresso.

Foto do Usuário Rosane Cristina P. Tamada 09-02-2021 12:50:35

O artigo está muito bem redigido e com boas referências de autores da temática. Senti falta da menção às limitações do estudo, já que a amostra de apenas 3 administradores não é representativa e não poderia ser transportada a outras realidades e contextos.

Bom artigo, com uma boa revisão bibliográfica. Entendo que o número de questionários aplicados representa uma limitação para a pesquisa.