artigos
Convibra Conference - USO DA CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE (CIF) POR FISIOTERAPEUTA NA SAÚDE PÚBLICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA
USO DA CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE (CIF) POR FISIOTERAPEUTA NA SAÚDE PÚBLICA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DE LITERATURA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 18


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Carolayne Fernandes Prates , Tarcísio Viana Cardoso , Alana Maria Alves Costa

ABSTRACT
Introdução: Baseada em um modelo biopsicossocial, a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) foi publicada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no ano de 2001 e tem como objetivo principal padronizar a linguagem em saúde. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo revisar sistematicamente as evidências na Literatura sobre o uso da Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF) por Fisioterapeutas atuantes na Saúde Pública. Metodologia: Trata-se de uma revisão de literatura do tipo sistemática, onde foram realizadas consultas de dados bibliográficos publicados nas bases Scielo, Literatura da América Latina e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS), e foi utilizada também a ferramenta Google Scholar. Inicialmente a busca se deu por meio da combinação dos descritores “Uso da CIF”, e “Fisioterapia”. Para refinamento de dados, optou-se por utilizar a combinação dos termos “CIF”, “NASF”, “ESF” e “Fisioterapia”. Resultados e Discussão: Foram incluídos 7 estudos que abordavam o uso e a importância da CIF na prática profissional de fisioterapeutas no âmbito da Saúde Pública. Dois dos artigos selecionados evidenciaram a utilidade da ferramenta na prática clínica. Enquanto cinco trabalhos analisaram e apresentaram dados acerca da empregabilidade da CIF pelos fisioterapeutas na rotina de trabalho. Na literatura é observado que o uso da CIF pelos fisioterapeutas ainda está em fase inicial. Uma das principais explicações é a falta de conhecimento por parte dos profissionais. Apesar da CIF ser uma importante ferramenta a ser empregada no âmbito da Saúde Pública, uma vez que apresenta consonância com o que é proposto pelo SUS no Brasil, que preza pela atenção à saúde integral do indivíduo, é notável na literatura a precariedade de estudos relacionados ao seu uso. Conclusão: É coerente considerar que a CIF é uma ferramenta de extrema importância na Fisioterapia. Contudo, é preciso avanço na perspectiva do conhecimento da ferramenta. Nesse contexto, sugere-se que a divulgação da ferramenta desde a formação acadêmica é de grande relevância para a instituição da mesma na rotina profissional e afirmação da necessidade do profissional fisioterapeuta em todos os níveis de atenção à saúde. Estudos que evidenciem o uso da CIF por fisioterapeutas de maneira mais aprofundada, se fazem necessários para ampliar a discussão sobre esta importante temática.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Carolayne Fernandes Prates 09-02-2021 12:50:35

O tema proposto é de grande relevância, pois infelizmente o uso e conhecimento da CIF ainda é bastante escasso, logo, o presente artigo apresenta a importância dessa ferramenta na prática clínica do fisioterapeuta, visando ampliar o olhar clínico deste profissional além das barreiras da disfunção.

Foto do Usuário Fernanda Gonçalves De Souza 09-02-2021 12:50:35

Ótimo artigo, leitura de fácil compreensão que apresenta seus resultados de forma prática e concisa.

Foto do Usuário Renato Vidal De Oliveira 09-02-2021 12:50:35

O tema é relevante porque aborda o uso de uma ferramenta que auxiliaria bem o manejo adequado do paciente, principalmente na atenção primária pois se adéqua bem ao que é proposto no SUS, dando enfase não apenas no conhecimento do estado clínico mas como também no contexto psico- social. A CIF é uma ferramenta também importante para outras áreas da saúde, não apenas para fisioterapia, logo seria interessante sua exploração como conhecimento, inclusive o proposto no estudo na formação acadêmica para sua disseminação no uso profissional.

Foto do Usuário Kedma Teixeira Montedori 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo estudo, de fato a CIF embora seja uma ferramenta importantíssima pois, expande a visão do profissional para além da saúde/doença entretanto, ainda é subutilizada e artigos como este contribui, pois destacam a escassez de estudos na área. Acrescento que o termo ''sistemática'' para sua revisão acaba comprometido se levarmos em conta que Scielo e Google Scolar são bibliotecas digitais e não base de dados. Fica a sugestão de uma investigação maior em base de dados com idioma além do português. Uma excelente base inclusive de artigos voltados à fisioterapia é PEDRO.

Foto do Usuário Sara Cristina De Medeiros Dantas 09-02-2021 12:50:35

A temática é bastante relevante e pode ser estendida para outras profissões, além da fisioterapia, numa perspectiva da interprofissionalidade. O objetivo é bem delimitado e a metodologia está bem descrita e interessante. Os resultados e a discussão está bem fundamentada. As contribuições do trabalho são bastante relevantes para pensarmos o uso da CIF pelos profissionais da fisioterapia no SUS, e dá lugar para refletir também o uso por outros profissionais da saúde, tendo em vista a dimensão biopsicossocial desta ferramenta. Parabéns aos autores pelo trabalho!

Foto do Usuário Bianca Suaid Soares 09-02-2021 12:50:35

O artigo é muito relevante e bem desenvolvido, foi muito esclarecedora a leitura, já que não conhecia muito sobre o assunto.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.