artigos
Convibra Conference - “OI, MEU NOME É ....”: MARKETING DIGITAL E INFLUENCIADORES DIGITAIS
“OI, MEU NOME É ....”: MARKETING DIGITAL E INFLUENCIADORES DIGITAIS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Marketing

Acessos neste artigo: 20


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Bárbara De Assis Vieira , Tais Pasquotto Andreoli

ABSTRACT
O trabalho teve como objetivo verificar a atuação de influenciadores digitais, analisando a influência de campanhas protagonizadas por eles, comparando-se uma influenciadora com trajetória de sucesso (Nathalia Arcuri) e outra com repercussão midiática negativa (Betina). Procedeu-se, inicialmente, a   uma   revisão   da literatura, focando na discussão acerca do marketing digital, sua origem e evolução, seu conceito e sua importância, discorrendo também sobre os influenciadores digitais e o papel que eles exercem. Tendo a literatura como suporte, adotou um procedimento metodológico realizado em duas partes: em um primeiro momento, com uma abordagem qualitativa e caráter descritivo, executando-se um estudo de caso acerca das influenciadoras digitais supracitadas, ambas da área de Finanças e Investimentos; e em um segundo momento, com uma abordagem quantitativa e caráter explicativo, realizando um experimento online, também desenvolvido em duas etapas: a primeira com coleta de dados de monitoramento ocular (eyetracker), junto a 9 respondentes, e a segunda com análise estatística paramétrica de diferenças de médias, com 73 respondentes. Com isso, foi possível visualizar que os influenciadores digitais de fato interferem na reação específica e direta dos consumidores às peças publicitárias protagonizadas por eles, tanto em termos de direcionamento de visualizações/fixações, quanto de mensuração objetiva ulterior.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Diego Da Rosa Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

Ótimo trabalho! As ferramentas de aferição de neuromarketing, como o eyetracking, são ótimas formas de mensurar certos fenômenos e a aplicação do experimento como procedimento deve ser incentivada. A bibliografia está atualizada e tem peso e relevância para a estrutura teórica e experimental da pesquisa. Os resultados estão claros e é possível replicar o experimento e confrontar os dados em pesquisas futuras. Parabéns!

Foto do Usuário Maria Iraê De Souza Corrêa 09-02-2021 12:50:35

O artigo trata de um tema muito atual, o uso de influenciadores digitais nas ações mercadológicas das empresas. A introdução traz uma boa contextualização do tema, porém considero que faltou discorrer melhor sobre o problema de pesquisa, algo que foi apresentado no tópico sobre influenciadores digitais no referencial metodológico. Os procedimentos metodológicos estão bem apresentados. Com relação à análise dos dados, acho que ficaria mais claro para o leitor se as figuras 4 e 5 fosse separadas para a situação visualização e fixação. Também não ficou clara a diferença entre a análise geral da específica. Outro aspecto é que os autores se referem a dois grupos experimentais, mas entendo que não são dois grupos experimentais já que os entrevistados pela metodologia apresentada não foram separados em grupos. Os autores também não fazem menção direta nos resultados às hipóteses de pesquisa estabelecidas no referencial teórico, deixando para o leitor fazer a relação dos resultados com as hipoteses. Por fim, trata-se de um trabalho interssante que traz contribuições para o tema na área de marketing.

Foto do Usuário Yasmin Thomaz Lopes 09-02-2021 12:50:35

Artigo completo, com pesquisa detalhada e esclarecedora sobre a relação dos influenciadores com marcas. A partir do estudo realizado, quais aprendizados as autoras acreditam que as marcas utilizarão do caso da Bettina? Para a continuação da análise da atuação de influenciadores digitais, sugiro realizarem uma pesquisa para avaliar como o público recebe anúncios com microinfluenciadores.

Foto do Usuário Elan Nascimento Apolinário 09-02-2021 12:50:35

Artigo muito bom, bem escrito, com muita riqueza científica no estudo e análise dos resultados e que traz à luz um tema bastante ligado ao cotidiano das pessoas. Como sugestão, o presente artigo pode buscar responder a um questionamento específico sobre o tema, algo que faltou no objetivo geral. Na apresentação dos resultados seria interessante se utilizar de outros recursos visuais, como gráficos e tabelas, para melhorar a visualização e leitura dos dados. Fica para os autores o seguinte questionamento: em que estes influenciadores digitais tem ajudado efetivamente os seus públicos?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.