artigos
Convibra Conference - ECONOMIA COMPORTAMENTAL PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA
ECONOMIA COMPORTAMENTAL PARA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA BRASILEIRA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 20


Certificado de publicação:
Certificado de Lucas Silva Ramos

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Lucas Silva Ramos

ABSTRACT
A Economia Comportamental surge no contexto mundial como uma inovação para a conhecida clássica economia. O uso da Economia Comportamental pode se tornar uma ferramenta para a administração pública no mundo e no Brasil, com seus insights que geram redução de gastos. Assim, o problema de pesquisa deste trabalho é identificar o uso e os possíveis ganhos com a sua introdução. A hipótese da pesquisa está baseada na administração pública brasileira não estar utilizando as metodologias para o aumento do bem-estar da população. Assim, com a possibilidade da introdução da temática no contexto da administração pública. Com base nisto, o estudo se justifica, sendo a Economia Comportamental uma nova ferramenta para a administração pública brasileira. Diante isso, o objetivo geral do trabalho foi buscar identificar o uso da Economia Comportamental na administração pública no mundo e no Brasil. Para isso, o estudo utilizou de uma análise dos conteúdos publicados sobre o tema, com base em uma revisão bibliométrica. Chegou-se à conclusão que a Economia Comportamental com base nas obras de Richard Thaler e Daniel Kahnman mostrou-se presente na administração pública em um grau mais elevado no mundo em publicações em comparação com o Brasil. Diversos países fazem o uso desse novo campo em busca de uma melhor gestão, de novas respostas do contexto do comprometimento social do indivíduo e a busca por lacunas deixadas pela economia clássica. No Brasil, a discussão do uso da Economia Comportamental na administração pública já começou, porém de maneira lenta em comparação ao nível mundial.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Patrick Flores Soares 09-02-2021 12:50:35

O estudo apresenta um objetivo claro e faz com que o leitor se situa com o universo da pesquisa, a linguagem do artigo e adequada pela proposta usada pela autor.

Foto do Usuário Janaina Paiva Sales 09-02-2021 12:50:35

Sobre a formatação, nota-se a ausência do resumo em língua estrangeira, bem como das palavras-chave. Nas considerações finais, há pouca robustez diante do raciocínio desenvolvido ao longo do texto. A dúvida que ficou é: de que forma se conjuga os aspectos comportamentais com os aspectos legais claramente existente no poder público brasileiro?

Foto do Usuário Eduardo Giarola 09-02-2021 12:50:35

O trabalho é muito interessante. Está bem estruturado quanto a redação, título, resumo, introdução (objetivos, pergunta problema, hipótese, justificativa e outros), metodologia, resultados e conclusão. Esse último poderia ser mais aprofundado, mas o número máximo de páginas de um artigo restringe tal fato.

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.