artigos
Convibra Conference - FORMAÇÃO DE ESTRATÉGIAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA (UFSC) – DESCRIÇÃO DOS FATORES INIBIDORES E FACILITADORES
FORMAÇÃO DE ESTRATÉGIAS NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA (UFSC) – DESCRIÇÃO DOS FATORES INIBIDORES E FACILITADORES

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão estratégica

Acessos neste artigo: 20


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Ana Elizabeth Martens Blasi , Alessandra De Linhares Jacobsen

ABSTRACT
As organizações de educação possuem variadas características que as tornam similares às organizações complexas. Entende-se, desta forma que, para compreender seus problemas e encontrar soluções compatíveis, devem-se considerar tais variáveis. Com o objetivo de estudar o contexto da gestão universitária foi realizada esta pesquisa a partir de levantamento teórico descrevendo as organizações universitárias, as estratégias em universidade e a gestão universitária. A metodologia aplicada foi o raciocínio indutivo, pesquisa aplicada e qualitativa. Quanto aos fins esta pesquisa será descritiva. Quanto aos meios classifica-se como bibliográfica e estudo de caso. A população da pesquisa foi formada por nove servidores da UFSC que exercem função de direção ou chefia. A coleta de dados foi realizada por meio da observação e da entrevista semiestruturada apoiada por um roteiro com cinco questões. Como resultados foram descritos os fatores que mais influenciaram o processo de formação de estratégias; as dificuldades que o sistema de formação de estratégias apresenta; as habilidades e competências necessárias ao desenvolvimentos das estratégias; os incentivadores das estratégias e o valor da influência do líder neste processo. Além disso, foi destacada a importância da profissionalização dos gestores acadêmicos, pois estes são os sujeitos fundamentais no processo de formação de estratégias.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Mônica Gutierrez 09-02-2021 12:50:35

Parabéns às autoras do artigo. É um tema que explora as dificuldades das Universidades em planejar e colocar este planejamento na prática. Uma pergunta que trago é: esta pesquisa foi exposta aos responsáveis das estratégias? Creio que poderia auxiliar como ponto inicial às tomadas de decisão que orientariam à mudança. Uma sugestão é refazer esta pesquisa com os atuais responsáveis das áreas (já que esta foi realizada em 2016) e conferir se algo mudou, se houve evolução na gestão estratégica da Universidade. Também, para pesquisas futuras, sugiro realizar este estudo em outra Universidade da região para comparação dos processos de planejamento estratégico. Um adendo: no referencial teórico é citada uma figura que não existe no texto, a de estrutura acadêmica.

Foto do Usuário Lucilaine Pascuci 09-02-2021 12:50:35

O artigo aborda tema relevante e carente de estudos: a gestão de universitária, especialmente, a publica. Destaco a qualidade da escrita, a coerência e o alinhamento da apresentação dos conceitos e o reconhecimento da complexidade organizacional do contexto, em especial. Visando o aprimoramento do paper sugiro rever a caracterização da pesquisa como bibliográfica. Na medida em que foram coletados dados por meio de entrevistas com foco em um contexto empírico (UFSC) entendo que seria apropriado a pesquisa ser caracterizada como estudo de caso (o levantamento bibliográfico é parte do processo para escrita do referencial teórico o que, alias, esta muito aprofundado e adequado). Sugiro que seja tambem incluído um item ''conclusões'' para fechar destacando os principais achados do artigo. QUESTIONAMENTO: Quais práticas poderiam ser adotados visando melhor integrar as estratégias institucionais e a ação desenvolvida pela gestão acadêmica, na base?

Utilizamos cookies essenciais para o funcionamento do site de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.