artigos
Convibra Conference - ACOLHIMENTO À ADOLESCENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: CONSTRUÇÃO DE CENÁRIO DE SIMULAÇÃO CLÍNICA
ACOLHIMENTO À ADOLESCENTE NA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE: CONSTRUÇÃO DE CENÁRIO DE SIMULAÇÃO CLÍNICA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação, formação e treinamento em saúde

Acessos neste artigo: 20


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Laura Andrian Leal , Carolina Costa Valcanti Avelino , Patrícia Reis Alves Dos Santos , Mônica Lá-Salette Da Costa Godinho

ABSTRACT
Introdução
A capacidade de escuta, necessária ao profissional enfermeiro, pressupõe imparcialidade, o respeito à autonomia e direito de decisão dos sujeitos, fundamentando-se no tratamento digno e respeitoso, garantindo dessa forma o acesso à assistência e a resolutividade do serviço, características essenciais no processo de acolhimento (BRASIl, 2013). O uso da simulação com paciente padronizado é importante estratégia de ensino e tem sido cada vez mais incorporada no currículo de graduação em enfermagem. Tem se mostrado efetivo para o desenvolvimento de competências relacionadas a comunicação, escuta e percepção das reais necessidades das pessoas que procuram por atendimento nos serviços de saúde (OLIVEIRA et al., 2018). 
Objetivo: Construir roteiro para o desenvolvimento de Simulação Clínica em Enfermagem, com ênfase no acolhimento à adolescente na Atenção Primária.
 Metodologia: O roteiro foi desenvolvido por um grupo de pós-graduandas, utilizando-se de elementos teóricos e práticos trabalhados no decorrer da disciplina de Pós-Graduação “Simulação Clínica em Enfermagem”, da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto. A simulação tinha como foco a atuação do enfermeiro no acolhimento à adolescente, no contexto da Atenção Primária. Para a construção, foi utilizado roteiro teórico-prático proposto por Fabri (2017), assim como protocolos de atendimento à saúde da mulher (BRASIL, 2013). Foi contemplado aspectos como: o conhecimento e vivência prévia dos participantes, a fim de definir a complexidade do cenário; objetivos da aprendizagem; a fundamentação teórica; preparo e desenvolvimento do cenário; debriefing conforme referencial adotado. Após a construção, o cenário foi avaliado pelas docentes responsáveis e implementado junto aos demais alunos da disciplina. A avaliação do cenário foi realizada por meio da Escala de Design de Simulação, validada por Almeida e colaboradores (2014). 
Resultados: A possibilidade de construir cenários clínicos, desde o planejamento à avaliação, durante o processo de aprendizado em simulação na pós-graduação, permitiu articular os conteúdos teóricos desenvolvidos. Além de evidenciar, a importância do planejamento para o desenvolvimento de cenários capazes de aproximar o estudante à realidade da prática profissional.
Considerações finais: A vivência cumpriu seu papel reafirmando a simulação como relevante estratégia pedagógica a ser utilizada no desenvolvimento de competências frente às práticas de acolhimento no atendimento do enfermeiro à saúde da mulher. Além de que, oportunizou ao pós-graduando, experienciar estratégias inovadoras de ensino, subsidiando a construção do “Ser professor/facilitador” e seu papel no processo de ensino e aprendizagem.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Ana Carolina Sacco 09-02-2021 12:50:35

Sugestão: verificar citações no decorrer do texto, pois consta divergência em um dos anos de publicação citado no resumo e referenciado no final. Pergunta: o interesse pelo estudo partiu de vivência profissional da (s) autora (s) na Atenção Primária? Se sim, o roteiro construído no decorrer da disciplina citada foi utilizado no ambiente de trabalho da (s) autora (s) com os resultados esperados?

Foto do Usuário Adelyany Batista Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo trabalho! Extremamente relevante e atual. Gostaria de saber quais aspectos relacionados às necessidades de aprendizagem dos estudantes puderam ser identificados?

Foto do Usuário Mariana Carvalho Martins 09-02-2021 12:50:35

A simulação clínica é uma excelente metodologia para trabalhar competências nas áreas da ciências da saúde. Os cenários construídos podem ser semelhantes a vivência clínica, possibilitando o professor/facilitador fazer ponderações, desenvolver o feedback, de forma que o aluno esteja mais preparado e confiante para a atuação clínica com o paciente real. Gostaria de saber mais detalhes do trabalho.

Foto do Usuário Maria Constantina Caputo 09-02-2021 12:50:35

Por ser um resumo expandido poderia ter apresentado os resultados de maneira mas detalhada.

Foto do Usuário Danielle Monteiro Vilela 09-02-2021 12:50:35

Excelente trabalho. Metodologia pertinente e clara.