artigos
Convibra Conference - DESEMPENHO PARA ALTURA E PEGAMENTO DE MUDAS DE VARIEDADES DE BATATA-DOCE DENTRE AS COM MAIOR POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE ÁLCOOL
DESEMPENHO PARA ALTURA E PEGAMENTO DE MUDAS DE VARIEDADES DE BATATA-DOCE DENTRE AS COM MAIOR POTENCIAL PARA PRODUÇÃO DE ÁLCOOL

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Genética

Acessos neste artigo: 22


Certificado de publicação:
Certificado de Letícia Elisiane Beluzzo

Certificado de participação:
Certificado de Letícia Elisiane Beluzzo

COMPARTILHE ESTE TRABALHO

AUTORIA

Brenda Modesto Dos Santos , Letícia Elisiane Beluzzo , André Sarabia Zamarian , Juliano Tadeu Vilela De Resende , João Henrique Vieira De Almeida Junior , Laura Souza Santos , Andressa Sayuri Yokoyama

ABSTRACT
A batata-doce (Ipomoea batatas L.) é uma hortaliça tuberosa amplamente cultivada no Brasil e no mundo, sendo um alimento energético, apresentando cerca de 30% de matéria seca, cujo componente principal é o amido, que durante o armazenamento, é convertido em açúcares solúveis e açúcares totais que podem variar de 13,4 a 29,2%, e de açúcares redutores de 4,8 a 7,8%, sendo uma das hortaliças com maior capacidade de produzir energia por unidade de área e tempo (kcal/ ha/dia). Dessa forma, o presente estudo teve por objetivo avaliar dentre as variedades com alto potencial para produção de álcool, o desempenho das cultivares para altura e pegamento de mudas. O experimento foi realizado no Laboratório de Fisiologia Vegetal e Horticultura do Departamento de Agronomia do Campus CEDETEG da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) localizado em Guarapuava/PR, em que foi realizada a propagação de dez cultivares (BRS Rubisol, BRS Cuia, Amélia, Bela Vista, Laranjeiras 1, Laranjeiras 3, Laranjeiras 4, Ibema 1, Guaraniaçu e Casa da Pamonha) através do plantio de mudas em bandejas e posteriormente foi instalado em campo em delineamento de blocos casualizados, com três repetições. Realizando tratos culturais e irrigações, quando necessário. Foram avaliadas as seguintes variáveis: pegamento de mudas (%) e altura das mudas (cm). Concluiu-se que para altura de mudas as cultivares Amélia e Laranjeiras 1 foram superiores em relação as demais cultivares e para variável pegamento de mudas, Laranjeiras 4 e Bela vista foram as cultivares que apresentaram máxima pegamento.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário André Sarabia Zamarian 09-02-2021 12:50:35

O trabalho apresentado mostrou objetividade na área de melhoramento genético.

Foto do Usuário Flávia Cristina Panizzon Diniz 09-02-2021 12:50:35

O tema é relevante e o experimento foi bem feito Mas faltou as discussões no trabalho.

Foto do Usuário Elberson José Da Silva Souza 09-02-2021 12:50:35

Artigo tem em sua proposta, grande relevância. Traz a discussão de combustíveis alternativos de suma importância para o mercado interno e externo do Brasil. Conseguiu obter seus objetivos de forma clara e de fácil entendimento. No mais, deve se atentar em no que propõe o objetivo que é saber qual dos cultivares era melhor para a produção de combustíveis, pois não está na discussão. Além de discorrer sobre o teor de clorofila que aparece como objetivo mas não aparece nos resultados.