REALIDADE VIRTUAL APLICADA EM PACIENTES COM PARKINSON COMO TERAPIA ALTERNATIVA: REVISÃO DE LITERATURA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde

Temas Correlatos: Saúde e Tecnologia da Informação e Comunicação;

Acessos neste artigo: 21


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Ana Kaiane Almeida De Souza

ABSTRACT
INTRODUÇÃO: A Realidade Virtual (RV) é uma realidade artificial criada por meio de um sistema  computacional e que induz efeitos auditivos e visuais que levam a imersão, ou seja, a sensação  de estar presente naquele ambiente criado. O intuito é conquistar efeitos favorecendo melhora da integração sensorial por  meio do caráter lúdico dos jogos que influenciam em uma maior participação na atividade,  apresentando indícios de que os pacientes que utilizam essa abordagem nos processos  terapêuticos demonstram melhora mais rápida, estimulando a atividade cerebral, aumentando suas capacidades, prevenindo novas intercorrências além de proporcionar conflitos sensoriais a  fim de contribuir na prevenção de quedas e favorecendo na melhora da qualidade de vida e na  realização das atividades de vida diárias dos pacientes. OBJETIVO: Verificar os efeitos da Realidade Virtual como terapia alternativa em pacientes com  Doença de Parkinson. METODOLOGIA: Este estudo é uma revisão sistemática qualitativa de artigos publicados no período de  2009 a 2020. As bases de dados utilizadas para essa revisão foram Scielo, Lilacs, PEDro, MedLine e  PubMed. Foi utilizada a lógica dos operadores booleanos (AND e OR) em conjunto das  palavras-chaves extraídas do DeCS (Descritores de Saúde), sendo elas “realidade virtual”,  “Parkinson”, “terapias por jogos”, “virtual reality” e “game rehabilitation”. RESULTADOS: Nos artigos encontrados, o recurso utilizado para a aplicação da RV foi o Nintendo Wii? e os principais jogos usados foram “Tablet Tilt”, “Ski Slalom”, “Penguin Slide”, “Balance  Bubble” e “Soccer Heading”. A RV vem sendo muito estudada e utilizada pelos profissionais da área da  saúde, principalmente no que se refere a capacidade de incentivar o paciente, promovendo  melhora na coordenação motora, no equilíbrio estático e dinâmico e, também, no ganho das  atividades funcionais. CONCLUSÃO: A utilização da RV destaca-se para o Nintendo Wii? como objetivo de treinar o  equilíbrio, o controle postural e melhorar a qualidade de vida sendo efetiva em indivíduos com  DP, pois proporciona melhora da integração sensorial possibilitada pelos conflitos sensoriais  que a RV implica e estimula nas reações de equilíbrio. A RV se mostrou como um recurso  alternativo associado à fisioterapia convencional para treino de prevenção de quedas, favorecendo na melhora da qualidade de vida e nas realizações de atividades de vida diária. 

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS