EFEITO DO TRATAMENTO QUÍMICO SOBRE O VIGOR E VIABILIDADE DE SEMENTES DE CHIA ARMAZENADAS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Acessos neste artigo: 14


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Luana De Carvalho Catelan , Luana De Souza Marinke , Ítala Menegon Castilho

ABSTRACT
A chia é uma herbácea anual pertencente a família Lamiaceae, nativa do México e Guatemala. No Brasil, seu cultivo concentra-se no Rio Grande do Sul e este vem crescendo devido ao alto valor agregado nas sementes. O vigor é caracterizado pela soma de atributos físicos, fisiológicos, sanitários e genéticos e estes podem sofrer alterações durante o armazenamento devido a possibilidade de incidência de patógenos. Afim de minimizar os efeitos de patógenos no armazenamento, realiza-se o tratamento químico das sementes. Sendo assim, o objetivo do trabalho foi avaliar os efeitos dos tratamentos químicos ao decorrer do tempo de armazenamento das sementes de chia, para fins de avaliação do vigor e viabilidade das sementes. O experimento foi realizado em delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições, composto por 4 tratamentos: testemunha; fludioxonil (Maxim®) na dose de 50 mL p.c. 100 kg-1 de sementes; caboxina + tiram (Vitavax®Thiram 200 SC) na dose de 150 mL p.c. 100 kg-1 de sementes; e piraclostrobina + tiofanato metílico + fipronil (Standak Top®) na dose de 200 mL p.c. 100 kg-1 de sementes. O vigor e a viabilidade foram obtidos por meio do teste de germinação, e este foi realizado a cada 30 dias em 9 períodos. O produto com maior eficiência foi determinado com análise estatística dos resultados, aplicando-se a análise de variância (teste F) e estudo de regressão, utilizando-se o programa SISVAR - Versão 5.3 (Ferreira, 2000). Também foi realizada a comparação entre os tratamentos, utilizando-se o teste de Tukey a 5% de probabilidade de erro, com base nos resultados dos produtos utilizados no experimento anterior. Para o fator época, nas variáveis vigor e viabilidade, houve oscilação até os 120 dias de armazenamento e posteriormente houve queda para as duas variáveis em questão. Já para a variável tratamento, verifica-se que estes não diferiram entre si, entretanto ambos se diferenciaram estatisticamente da testemunha obtendo valores superiores de vigor e viabilidade. Pode-se dizer que independente dos produtos utilizados, ambos mantiveram o vigor e a viabilidade das sementes de chia. Sendo assim, com a utilização dos tratamentos químicos o vigor e a viabilidade das sementes foram mantidos até a época de 120 dias. 



Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Roberta Thiago 24-04-2021 21:49:46

Parabéns pela execução do trabalho, o tema é bastante interessante. Tendo em vista que o tratamento de sementes possui como finalidade o desenvolvimento de plantas vigoras e sadias, saber que os produtos químicos utilizados para estes fins podem interferir no tão almejado vigor e também na viabilidade das sementes é muito relevante. Como sugestão, poderia ter mencionado na introdução mais algumas características sobre a chia no mercado brasileiro e quais são os produtos químicos mais comumente utilizados para o tratamento das sementes no país. Além dos fungicidas químicos, existe algum produto biológico para o tratamento de sementes de chia?

Foto do Usuário Júlio César Altizani Júnior 06-05-2021 14:31:27

O trabalho apresenta relevância, ao gerar informações úteis para o manejo de sementes de chia. Contudo, a discussão pode ser enriquecida, adicionando-se o comportamento germinativo das sementes sem tratamento químico durante o armazenamento. Para os autores, o vigor é uma característica que pode ser melhorada?

Foto do Usuário Ana Lucy Caproni 09-05-2021 17:14:54

O trabalho é relevante, se trata de uma semente altamente consumida no país. E no trabalho poderia trazer informações sobre as formas mais comuns de armazenamento. E a incidência de fungos durante o armazenamento pode estar relacionada à dificuldade de ter uma pureza de 100% nos lotes de sementes?

Foto do Usuário Franny Christiny Camargo Da Silva 13-05-2021 16:25:17

Parabéns pelo trabalho! Eu realizei muitas pesquisas nessa área, e é comprovado que os tratamentos de sementes interferem no desenvolvimento das plântulas, afetando tanto na emissão da plântula quanto na emissão da radícula. Diversos fatores podem ser atribuídos a essa interferência. Parabéns pelo temo de grande relevância.. Sucesso!