Análise de teores de N volatilizado e sua absorção em folhas de milho (Zea mays, L.) em teste de minicâmaras de PVC

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ciências do solo

Acessos neste artigo: 5


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível
AUTORIA

Bruna Barbosa Dos Santos , Volnei Pauletti , João Pedro Alves Neto

ABSTRACT
A cultura do milho recebe altas quantidades de adubação nitrogenada na forma de ureia, em plantio e cobertura. Todos os anos, milhões de toneladas são aplicadas, sendo que em certas condições, a volatilização da amônia pode acarretar perdas de 30% ou mais. Diversas tecnologias tem sido estudadas para mitigar essas perdas, dentre elas o uso agrícola do xisto retortado, subproduto da extração de petróleo e gás do folhelho pirobetuminoso. O objetivo deste trabalho foi, através de metodologia desenvolvida pelos autores, avaliar as perdas por volatilização em relação à proporção de xisto aplicada (15 e 30% da dose de N) e avaliar o teor de N total das folhas bandeira do milho quando expostas aos tratamentos. Como resultado, houve enfrentamento de dificuldades com a metodologia, não sendo observada diferença significativa em nenhum dos experimentos, resultado atribuído às concentrações utilizadas e à limitações das instalações projetadas.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários