Caracterização Bioquímica De Linhagens Isogênicas De Tomateiro E Qualidade Pós- Colheita

Temas: Horticultura


Certificados:
Não disponível

Acessos nesse artigo: 5


AUTORIA

Liege Ribeiro Barzan , Luiz Vitor Barbosa De Oliveira , Luis Eduardo Bocalete , João Gabriel Mafra , Luana De Souza Marinke , Juliano Tadeu Vilela De Resende , Laura Souza Santos , Marco Antônio Pereira Santos , Daniel Suek Zanin

ABSTRACT
O tomate é a principal hortaliça-fruto mais consumida no Mundo. Possui baixo valor calórico e alto valor nutricional, principalmente pela presença de minerais e determinados compostos fenólicos. Para um programa de melhoramento genético, o conhecimento das características agronômicas e bioquímicas das linhagens é de suma importância, principalmente para permitir o estabelecimento dos melhores cruzamentos. Assim, objetivou-se avaliar as características bioquímicas de linhagens isogênicas de tomateiro em três épocas de colheita. O experimento foi conduzido em delineamento de blocos casualizados com 4 repetições em cultivo orgânico sob ambiente protegido. Foram utilizadas 13 genótipos do programa de melhoramento genético da UEL, sendo 10 linhagens isogênicas e três genótipos comerciais. Foram avaliados, brix, atividade antioxidante, fenólicos e vitamina C. Como resultados, observou-se  que  a linhagem M18 apresentou o maior teor de sólidos solúveis, assim como o híbrido PAIPAI e UEL196. A linhagem M08 apresentou maior teor de fenólicos, enquanto a M19 e M22 os maiores teores de vitamina C.
Palavras-chave: Tomates. Orgânico. Armazenamento. Melhoramento genético.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Maria Amalia Brunini 19-04-2021 18:01:20

O trabalho poderia ser mais detalhado em Material e Método, mas parabenizo os autores pelo trabalho.

Foto do Usuário Henrique Guilhon De Castro 30-04-2021 17:27:29

O trabalho apresentou resultados relevantes para o melhoramento do tomate e sua caracterização bioquímica associada com o teor de sólidos solúveis, vitamina C, compostos fenólicos e atividade antioxidante. O trabalho possui várias referências citadas no texto que não constam no tópico “referências bibliográfica”. Na tabela 1 a legenda apenas faz referência as letras minúsculas, mas a tabela também tem letras maiúsculas (teste Scott-Knott)?