Pandemia Do Coronavírus: Impactos No Agronegócio Brasileiro

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Biotecnologia

Temas Correlatos: Economia agrícola;

Acessos neste artigo: 9


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível
AUTORIA

Gustavo Lopes Do Nascimento Macedo , Tatiane Dos Santos Carvalho , Marina Castro Lopes , Cristiane Domingos Da Paz , Ana Rosa Peixoto

ABSTRACT
Com o surgimento do coronavírus (Covid-19) desde março de 2020, reconhecida oficialmente pela Organização Mundial de Saúde como uma pandemia potencialmente grave, de elevada transmissibilidade e de distribuição mundial, diversos setores do agronegócio e da agricultura brasileira e global sofreram potenciais repercussões levando a mudanças de estratégias para transpor a crise. Neste trabalho discutimos os efeitos da pandemia sobre o agronegócio brasileiro, a partir de pesquisa exploratória aplicadas, com levantamento bibliográfico e dados obtidos de órgãos oficiais do governo, identificando fatores determinantes para a ocorrência do problema, bem como alternativas encontradas pelos setores da economia a fim de reduzir os danos econômicos. Em razão das medidas de distanciamento social e a rápida disseminação da doença, diversos setores do agronegócio e da agricultura sofreram potenciais repercussões que mudaram o curso das estratégias para transpor a crise. A economia brasileira, que já enfrentava dificuldades, sofreu impactos macroeconômicos dos países e microeconômico das cadeias globais de valor, além das atividades essenciais da produção até a entrega do produto ao consumidor final. Apesar do cenário desolador da crise nos setores da economia, os dados quantitativos oficiais mostram um desempenho de crescimento do agronegócio no Brasil. De acordo com os meses de janeiro a dezembro de 2020, apesar de muitos produtos terem apresentado queda no seu valor de exportação, o agronegócio apresentou bons resultados. Concluímos que apesar de ser ainda muito precoce uma análise aprofundada dos reais efeitos da pandemia nos setores da economia, reconhecemos que houve um crescimento da economia agropecuária quando observado pelo levantamento de dados obtidos dos órgãos oficiais do governo durante a pandemia. No final da crise certamente teremos uma visão do cenário real e dos impactos da pandemia sobre a agricultura e agronegócio brasileiro.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Adriana Carvalho Pinto Vieira 19-04-2021 18:44:36

o artigo apresenta uma temática atual, com uma escrita clara para os leitores.

Foto do Usuário Mayara Rodrigues Uchôa 20-04-2021 22:12:09

Trabalho muito bem escrito e trazendo um debate atual e necessário! O que você acredita que setores como a floricultura e fruticultura poderiam fazer para superar as dificuldades impostas pela pandemia?

Foto do Usuário Violeta Fonseca Lino 21-04-2021 11:52:30

O trabalho apresenta dados relevantes para análise do tema proposto mostrando que o agronegócio brasileiro é relevante e preocupante, visto que o Brasil se posiciona como um grande exportador de commodity, mas não de tecnologias. Qual sua opinião quanto a esta vertente? É viável um país como o Brasil se comportar como um mero exportador de commodity?

Foto do Usuário Eliane Rute De Andrade 06-05-2021 13:56:41

O artigo corrobora de uma forma abragente, que o Brasil é uma grande exportador de commodities, o que de certa forma afeta em muito os preços no mercado interno, especialmente de produtos industrializados e de origem animal (ex. carnes e seus derivados), mesmo em época de problemas de abragênca mundial como a pandemia de "Covid-19". Com relação as frutas para exportação como uva e manga, citados no artigo, qual foi o destino daquelas que não foram exportadas, o mercado interno? Os autores poderiam utilizar ferramentas de consulta aos integrantes dos setores do agronegócio, de forma a acrescentar mais dados sobre o assunto.