PRODUÇÃO DE MUDAS DE Adenanthera pavonina L. SOB FOSFATAGEM CORRETIVA E ADUBAÇÃO DE COBERTURA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Ciências do solo;

Acessos neste artigo: 7


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Gabriel Vinicius Batista Da Silva , Carlos Luiz Vieira , Daniela Soares Alves Caldeira , Rony Cleyton De Souza Lopes , Luciana Santos Almeida , Fernanda Macedo Ferreira

ABSTRACT
O conhecimento das necessidades nutricionais das espécies florestais no seu crescimento inicial, pode acrescentar às mudas grandes chances de sobrevivência em área aberta. A presença de nutrientes essenciais é de demasiada importância para o cultivo de qualquer espécie, porém elementos como o fósforo, nitrogênio e potássio são requeridos em maiores quantidades. Embasado na importância desses conhecimentos, o presente estudo buscou analisar o crescimento inicial de mudas de Adenanthera pavonina sob fosfatagem corretiva e adubação em cobertura. O estudo foi realizado no campo de pesquisa da UNEMAT – Campus Cáceres, com delineamento experimental em blocos casualizados, distribuído em oito tratamentos, sendo: solo natural (SN), fosfatagem corretiva (FC), fosfatagem corretiva e adubação nitrogenada em cobertura (FC+N), fosfatagem corretiva e adubação potássica em cobertura (FC+K), fosfatagem corretiva, adubação nitrogenada e adubação potássica em cobertura (FC+N+K), adubação nitrogenada em cobertura (N), adubação potássica em cobertura (K) e adubação nitrogenada e potássica em cobertura (N+K) em quatro repetições e três plantas por parcela.  Aos trinta dias antes da semeadura, foi realizada a fosfatagem corretiva, com dose de 10 kg de P205 por metro cúbico de solo, procedendo trinta dias depois da semeadura a fertilização em cobertura (N; K; N+K), usando as fontes uréia e cloreto de potássio. Aos 60 dias após a semeadura realizou-se a avaliação das mudas, sendo analisadas as seguintes características morfoagronômicas: altura da planta, diâmetro de colo e número de folhas. Foi observado efeito positivo para as variáveis altura da planta e diâmetro de colo em resposta à adubação de cobertura.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Excelente artigo, trouxe um assunto bastante complexo que é nutrição de plantas, porém com uma leitura fácil de entender, mesmo para quem não atua na área florestal. Durante a leitura do artigo me surgiu um questionamento, ou até mesmo uma sugestão de possível trabalho. Seria possível parcelar a adubação de N e K em cobertura para essa planta em questão?