Parâmetros Morfológicos De Mudas De Tamarindus Indica L Produzidas Com Adubação Em Cobertura E Fosfatagem Corretiva

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Temas Correlatos: Fisiologia;

Acessos neste artigo: 7


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Carlos Luiz Vieira , Daniela Soares Alves Caldeira , Gabriel Vinicius Batista Da Silva , Marcella Karoline Cardoso Vilarinho , Altacis Júnior De Oliveira , Rony Cleyton De Souza Lopes , Luciana Santos Almeida

ABSTRACT
A nutrição adequada de mudas durante a fase de viveiro promove melhor adaptação destas no local de plantio e garantirá o sucesso na implantação de pomares, sendo necessário o conhecimento das exigências nutricionais de cada espécie. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da fosfatagem corretiva e da adubação nitrogenada e potássica em cobertura nos parâmetros morfológicos de mudas de tamarindo. Para tanto, conduziu-se um experimento no viveiro de Silvicultura pertencente à Universidade do Estado de Mato Grosso- UNEMAT/Campus de Cáceres. Foram estudados oito tratamentos, sendo: solo natural (SN), fosfatagem corretiva (FC), fosfatagem corretiva e adubação nitrogenada em cobertura (FC+N), fosfatagem corretiva e adubação potássica em cobertura (FC+K), fosfatagem corretiva, adubação nitrogenada e adubação potássica em cobertura (FC+N+K), adubação nitrogenada em cobertura (N), adubação potássica em cobertura (K) e adubação nitrogenada e potássica em cobertura (N+K) em quatro repetições e duas plantas por parcela em delineamento experimental em blocos casualizados (DBC). A fosfatagem corretiva foi realizada 30 dias antes da semeadura (DAS) utilizando-se como fonte o superfosfato triplo e a adubação nitrogenada e potássica em cobertura foram realizadas aos 30 dias após a semeadura (DAS). As avaliações se deram aos 120 DAS, sendo verificadas as seguintes variáveis: altura (cm), diâmetro de colo (mm) e número de folhas. Para tanto, foram utilizados régua graduada, paquímetro digital e avaliação direta das folhas. A partir desses dados foi possível calcular a razão entre altura e diâmetro de colo. De forma geral, os melhores resultados foram verificados nos tratamentos com adubação nitrogenada em cobertura, associada ou não à fosfatagem corretiva e à adubação potássica, promovendo incrementos nas variáveis estudadas. Pode-se inferir que o uso isolado da fosfatagem corretiva não indica efeitos benéficos em nenhum dos parâmetros morfológicos avaliados, porém a associação da fosfatagem à adubação, nitrogenada e nitrogenada e potássica mostraram os melhores resultados.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Joao Peterson Pereira Gardin 16-04-2021 20:29:52

O artigo está bem escrito e atinge o que se propôs a investigar.