Análise de variância e testes de médias: um estudo aplicado em experimentos com variedades de algodoeiro e seleções de citrumelo

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Acessos neste artigo: 8


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Josiane Rodrigues , Lyvia Gonzalez Pagotto , Francisco Humberto Henrique , Jorgino Pompeu Junior , Silvia Blumer

ABSTRACT
Um problema muito comum em experimentos agrícolas é a comparação de alguns tratamentos de interesse, de forma a determinar qual(is) o(s) melhor(es) tratamento(s), dentro dos objetivos da pesquisa. A maneira mais comum para tratar esse problema é por meio da análise de variância (ANOVA) dos dados do experimento, procedimento este responsável por decompor a variação total dos dados do ensaio dentre todas as fontes previstas de variação. O teste F global da ANOVA testa a hipótese nula de igualdade entre as médias populacionais dos tratamentos comparados, a qual também é chamada de hipótese de homogeneidade. Caso o teste F seja significativo, então rejeita-se a hipótese de homogeneidade e faz-se a aplicação de testes de comparação de médias, com o objetivo de investigar quais delas diferem entre si. Entretanto, um dos dilemas envolvidos com os testes de médias é justamente a sua aplicação apenas mediante um resultado significativo do teste F na ANOVA. Enquanto alguns pesquisadores defendem essa prática, outros acreditam que o teste de médias deve ser aplicado qualquer que seja o resultado do teste F. Nesse contexto, por meio da análise de um conjunto de dados referente ao peso de capulho de variedades de algodoeiro e da análise de um conjunto de dados referente à eficiência produtiva de seleções de citrumelos, foi confrontado o resultado do teste F global e os resultados dos seguintes procedimentos de comparação de médias de tratamentos, comumente aplicados na área agrícola: teste de Tukey e teste de Duncan. A partir da análise foi possível concluir que nem sempre há concordância entre o resultado do teste F e os resultados dos testes de médias. Para a variável peso de capulho das variedades de algodoeiro, enquanto o teste da ANOVA apresentou resultado não significativo, ao nível de significância de 5%, o teste de Duncan acusou diferenças entre as médias comparadas, ao mesmo nível de probabilidade. Já para a variável eficiência produtiva de citrumelos, enquanto o teste F global apresentou resultado significativo, ao nível de 5%, o teste de Tukey não acusou diferenças entre as médias comparadas, ao mesmo nível de significância.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Amanda Rezzieri Marchezini 11-05-2021 20:43:16

Boa aplicação da ANOVA com teste de Tuckey para comprovação dos resultados. Deixo como sugestão que o estudo amplie a época da pesquisa para dados atuais a fim de comparar a série de dados atuais com a utilizada no artigo.