Prazer e Sofrimento da Equipe de Enfermagem do Expurgo: um relato de de experiência.

Temas: Gestão de Pessoas em Saúde


Certificado de publicação:
Certificado de Diego Mendonça Viana

Acessos nesse artigo: 1


AUTORIA

Maria Vitória Vasconcelos , Diego Mendonça Viana

ABSTRACT
O trabalho na área hospitalar no setor do expurgo tem potencial gerador de prazer e sofrimento aos profissionais da enfermagem que nele atuam, pois é a área hospitalar que funciona como um equipamento para despejo de materiais que oferecem algum tipo de risco. A finalidade desse estudo foi verificar quais os fatores que levam ao prazer e sofrimento dos profissionais da Enfermagem que atuam em um setor de expurgo hospitalar no Hospital de Referência, em Crateús-Ce, assim como, escutar as percepções dos entrevistados diante das atividades proporcionadas pela instituição que visam bem-estar. Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, com abordagem qualitativa. Os dados coletados ocorreram através de um questionário aberto, com análise de conteúdo, buscando manter fidedignamente aos termos apresentados em comum entre os entrevistados e ao anonimato dos participantes. Os resultados e discussões foram analisados partindo das informações colhidas nas entrevistas, visando às condições de trabalho, as estratégias desenvolvidas para melhor qualidade de serviço, e que, possivelmente possa a vir minimizar sofrimentos decorrentes do ambiente de trabalho. Com isso, compreendeu-se que mesmo tendo dedicação e afeto com as atividades exercidas, haverá dualidades necessárias para que sejam produzidos sentidos de bem estar, valorizações, cuidados e desenvolvimentos de estratégias de melhorias.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Tatiana Pereira Das Neves Gamarra 09-02-2021 12:50:35

Trabalho que apresenta conteúdo relevante, bem escrito e estruturado, com tema bastante importante para a pesquisa em saúde. Na seção da metodologia poderia conter o período no qual o estudo foi realizado. Sugiro para enriquecer a discussão que a abordagem ergológica será incorporada, por que tal referencial estuda o trabalho a partir do conceito de atividade humana, sempre complexa e imprevisível, um bom texto de referência sobre esta abordagem, Glossário da Ergologia, pode ser acessado neste link: https://journals.openedition.org/laboreal/11665 Pergunto aos autores: quais as limitações do estudo?

Temática relevante e pouco explorada. A redação é clara, objetiva e os resultados que cumprem os objetivos propostos com a metodologia.

Foto do Usuário Fernanda Cardoso Da Silva 09-02-2021 12:50:35

Sugestão: Detalhar melhor os aspectos insalubres do lugar Pergunta: Se houvesse um sistema de rodízio entre os funcionários que permanecem no setor seria possível reduzir a insatisfação com o trabalho?

Foto do Usuário Nadia Barros Ventura 09-02-2021 12:50:35

Diante do exposto e sob a prática tradicional e dominante do enfermeiro pode-se identificar que o papel do mesmo no Centro de Material é voltado para o cuidado indireto ao paciente, e de maneira concomitante a gestão e administração do setor. É considerado um trabalho ímpar, onde, apesar de ser um meio invisível de ação se torna extremamente importante no cuidado direto. Através da educação continuada, o enfermeiro pode acrescentar conhecimento à vida dos trabalhadores visando à melhoria dos serviços de enfermagem, utilizando treinamentos e aperfeiçoamentos, e assim diminuir gastos e minimizar os riscos que podem acometer os trabalhadores.

Temática importante e sempre atual, é importante essa discussão.