PARTO NA ÁGUA PARA O ALÍVIO DA DOR E O CUIDADO EM ENFERMAGEM: REVISÃO INTEGRATIVA DA LITERATURA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Saúde da Mulher

Acessos neste artigo: 3


Certificado de publicação:
Certificado de Tainah da Costa Santos

AUTORIA

Renata Jardim , Anne Kelly Paes Alves Feitosa , Tainah Da Costa Santos , Marcia Schott

ABSTRACT
Objetivo: Conhecer a atuação do profissional enfermeiro na gestão da dor durante o parto realizado na água. Introdução: O nascimento na água é um conceito de parto natural muito antigo e está se tornando cada vez mais popular e amplamente aceito em muitos países. A imersão em água pode ser utilizada em qualquer estágio do trabalho de parto, seja no primeiro estágio – fase de dilatação, no segundo – fase de expulsão do feto ou no terceiro estágio de dequitação da placenta. O relacionamento das parteiras com mulheres é terapêutico para facilitar o nascimento fisiológico, adaptado às necessidades e preferências de um indivíduo no contexto de cuidados centrados na família. Metodologia: Trata-se de uma revisão integrativa da literatura com a finalidade de sintetizar resultados de forma abrangente e sistemática de estudos primários sobre a prática do enfermeiro frente ao parto na água e seu potencial analgésico no parto. A revisão desenvolveu-se de acordo com seis etapas: definição da pergunta norteadora e utilização da estratégia PICO para realização da busca com os descritores controlados; busca e seleção dos estudos originais estabelecendo critérios de inclusão e exclusão; extração de dados dos estudos primários; avaliação crítica por meio do nível de evidência; síntese dos resultados da revisão e apresentação da revisão. Foram utilizadas quatro bases de dados: BDENF, PubMed, Scopus e Web of Science. Resultados: Foram selecionados 47 artigos para leitura do texto completo. Excluíram-se 39 artigos por serem periódicos referentes apenas a hidroterapia no primeiro estágio do trabalho de parto. Os artigos considerados elegíveis para serem incluídos na revisão totalizaram 08 periódicos. O estudo demostrou o parto na água como um método alternativo no parto natural, sem intervenções médicas desnecessárias, devido a redução da dor, relaxamento materno e uma experiência positiva do parto. Conclusão: O parto na água representa um método congruente com a filosofia da enfermagem, uma vez que enfatiza o cuidado como um ato que vai além de procedimentos técnicos, enfatizando a sensibilidade, pouca ou nenhuma intervenção e o empoderamento da mulher. Notou-se evidências positivas do parto na água na assistência ao parto, porém, ainda existem muitas lacunas na literatura relacionado ao tema, havendo necessidade de realizar trabalhos futuros que abordem a segurança do parto na água tanto para a mãe como para o bebê.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Tatiane Paiva Pacheco Leles 09-02-2021 12:50:35

Abordar esse assunto com as gestantes com embasamento cientico, faz com que elas entendam que nem tudo é a base de medicamento e/ou "sorinho".

Foto do Usuário Natália Da Silva Gomes 09-02-2021 12:50:35

Parabéns! Ótimo trabalho, realmente é importante que existam estudos com uma maior abordagem nessa temática!!

Parabenizar pelo trabalho! gostei muito da organização do trabalho com tabelas e fluxogramas. Pergunta: sendo comprovada a eficacia desse método, como fazer para oferecer, se nem todas as unidades oferecem essa condição?

Foto do Usuário Alex Alexandre Da Silva 09-02-2021 12:50:35

O tema é relevante e bastante desafiador, principalmente para os Enfermeiros, a metodologia ficou excelente, bem clara e objetiva, e o trabalho conseguiu responder a proposta do mesmo.

Foto do Usuário Isabela Almeida 09-02-2021 12:50:35

O assunto abordado em tal artigo nos traz uma reflexão acerca da importância de se considerar partos naturais na água, demonstrando diversos pontos benéficos para a mulher.

Foto do Usuário Gisele A. Biondo Pietrafiesa 09-02-2021 12:50:35

Excelente trabalho, de experiência relevante de atuação do enfermeiro, pouco executado principalmente no Brasil

Foto do Usuário Ana Karolinny Alves De Azevedo 09-02-2021 12:50:35

Tema excelente e trabalho bem estruturado!! Hoje em dia as gestantes de baixo risco acabam optando por uma cesárea eletiva por medo. Devido a isso não respeitam o momento oportuno de seu bebê, o parto fisiológico! O parto na água tem seus benefícios e foi dito que se dá a liberdade de buscar posições fisiológicas eficazes. A pergunta é, todo parto que seja ele humanizado ele da o direito dessa parturiente de escolha, sendo ela a responsável por esse processo fisiológico, correto? Acho que essa parte ficou meio confusa.

Foto do Usuário Alexandre Apolo Silva Coelho 09-02-2021 12:50:35

Ótimo trabalho. Muito bem escrito, fluente e relevante.