VACINAÇÃO PARA PESSOAS QUE VIVEM COM O VÍRUS DA IMUNODEFICIÊNCIA HUMANA (PVHA): uma revisão integrativa

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 5


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Antonio Evanildo Bandeira De Oliveira , Suzana De Sousa Mano , Evaldo Sales Leal

ABSTRACT
O atual cenário de mudanças clínicas e epidemiológicas impõe novos desafios aos profissionais envolvidos no cuidado de crianças e adolescentes com o vírus da imunodeficiência adquirida (HIV) e a imunização é o procedimento de melhor custo e efetividade, com o objetivo de promoção e proteção das pessoas que vivem com o vírus da imunodeficiência adquirida PVHA. Trata-se a uma revisão integrativa cujo objetivo é mostrar as vacinas que devem ser realizadas nas pessoas que vivem com HIV. A realização desta pesquisa iniciou-se com uma consulta aos Descritores em Ciências da Saúde (DeCS), por meio da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) para conhecimento dos descritores universais. Foram eles: HIV, Aids e Vacinação. Utilizou-se a pesquisa nas seguintes bases de dados: LILACS, BDENF – Enfermagem e MEDLINE. Definiram-se os seguintes critérios de inclusão: artigos publicados na íntegra, disponíveis eletronicamente, em português e/ou espanhol, cujos resultados privilegiassem aspectos relacionados a imunização de pessoas que vivem com HIV/AIDS. Para a exclusão dos artigos os critérios aplicados foram não adequar-se ao objetivo proposto, o período de estudo com abrangência temporal entre os anos 2009 e 2019, os editoriais, cartas ao editor, relatos de experiência, estudos reflexivos e trabalhos em inglês. Restaram 5 artigos que se encaixaram no tema proposto da pesquisa. Os artigos mostraram que as PVHA podem tomar todas as vacinas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) e existem outras vacinas disponíveis nos Centros de Referências de Imunobiológicos Especiais (CRIES). Algumas vacinas (Hepatite B e HPV) tem suas peculiaridades que devem ser consultadas nos protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas para manejo da infecção pelo HIV, preconizados pelo Ministério da Saúde e as vacinas de vírus atenuados: Sarampo, Caxumba e Rubéola (Tríplice viral), Varicela e Febre Amarela tem que ter uma avaliação da condição clínica do paciente. Espera-se contribuir na conscientização dos profissionais da saúde, dos pacientes e da população em geral para ampliar seus esforços na conquista de vacinar as PVHA visando promover mais qualidade para a vida desse grupo de pessoas e diminuir o risco de aquisição de imunopreveníveis desenvolverem quadros mais graves.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Tatiana Pereira Das Neves Gamarra 09-02-2021 12:50:35

Trabalho com tema bastante relevante para a pesquisa em saúde. O texto está bem estruturado. A metodologia poderia conter o período de realização da pesquisa. Sugiro como aprimoramento que sejam incluídos artigos na língua inglesa no estudo para ampliar a discussão. Pergunto aos autores: quais são os limites do estudo?

Foto do Usuário Priscilla Perez Da Silva Pereira 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pessoal pelo exercício realizado na elaboração do material. Creio que as tabelas do resultado poderiam ser estruturadas a apresentar de modo mais direto os resultados, algumas informações como nome completo dos autores, título e etc poderiam ser suprimidos. Os resultados em alguns momentos pareciam mais com uma revisão de literatura do que com uma revisão integrativa. Ampliar a busca para estudos publicados em inglês e rever a forma de apresentação dos dados poderia possibilitar a publicação do artigo posteriormente em um periódico.

Foto do Usuário Jailson Alberto Rodrigues 09-02-2021 12:50:35

O estudo trata de tema de relevância inegável. Apresenta elementos esclarecedores e, sobretudo elucida a importância da temática para a prática cotidiana em saúde pública. Merece sim maior investigação a posteriori e divulgação no meio acadêmico.