Acolhimento em uma Unidade Básica de Saúde junto à população em situação de rua: um relato de experiência acadêmica - Receptivity in the Basic Health Unit with street dwellers- an academic experience report

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 5


Certificado de publicação:
Certificado de Caroline Souza Amaral

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Caroline Souza Amaral , Isabela Galvão Fernandes Alves , Kahena Giullia De Deus Lopes , Gimene Freitas Motta , Shirley Pereira De Almeida , Verônica Pedersane Nunes De Castro , Danielle Stephanie Neves Oliveira

ABSTRACT
Resumo: Sabe- se que no Brasil o quantitativo de pessoas em situação de rua (SR), vem
aumentado gradativamente, fruto do agravamento das questões sociais. Diante à
vulnerabilidade, desse grupo, instituiu-se a Política Nacional para a População em
Situação de Rua (PSR), em 2009. Na assistência prestada à PSR deve-se considerar o
respeito à dignidade da pessoa humana, o direito à convivência familiar e comunitária,
sendo essencial a prática de um cuidado humanizado. O presente estudo tem como
objetivo relatar a experiência acadêmica realizada em Unidade Básica de Saúde (UBS) e
a reflexão quanto ao acolhimento realizado pelos profissionais junto à PSR. Observou-se
que a PSR reconhece os profissionais da equipe de saúde da família como sendo de sua
referência, bem como esses profissionais demonstram conhecer os problemas e história
de vida de cada um dos usuários atendidos, revelando o acolhimento como uma estratégia
que possibilita a construção de uma relação de confiança, ao longo de um tempo de
cuidado à essa população e a construção de vínculo. Notou-se também pontos de
fragilidade no atendimento à PSR que podem impactar no cuidado à essa população,
como barreiras estabelecidas na comunicação pelo uso de termos técnicos, abordagens
pontuais com foco em agravos de saúde, tempo limitado para consulta e quantitativo
reduzido de profissionais para esse atendimento específico. Essa experiência possibilitou
aos acadêmicos vivenciar processos de trabalho em que se observou a importância da
efetivação do acolhimento como estratégia potencializadora da construção do vínculo
entre o usuário e profissional.
Descritores: “Atenção Primária à Saúde”; “Acolhimento”; “Unidade Básica de
Saúde”, “Pessoas em Situação de Rua”.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Daniel Sossai Altoé 09-02-2021 12:50:35

Ótimo texto, muito importante por trazer informações da área da saúde que muitas vezes não é abordada.

Trabalho atende as normas estabelecidas. Parabéns.

Foto do Usuário Silvana Oliveira Da Silva 09-02-2021 12:50:35

Esse tema é muito relevante. A PSA é totalmente invisibilizada por toda a sociedade. Sugiro uma reflexão sobre a desigualdade racial e não somente social que incide sobre essa população que é maioria negra.Bom trabalho pessoal!

Foto do Usuário Ariane Luz Carvalho 09-02-2021 12:50:35

Trabalho objetivo ! De fácil entendimento e bem escrito!

Foto do Usuário Renata Jacobovski 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo trabalho, tema relevante e necessário ao atendimento junto à população de rua. SUGESTÃO: Alterar a parte "ampliação e qualificação técnica de todos profissionais" da conclusão por " ampliação e educação permanente em saúde dos trabalhadores em questão". Pois qualificação técnica os mesmos possuem para exercer a profissão, falta EPS. Acrescentar que, conforme a PNAB, o acolhimento é de competência de toda a equipe de saúde, não somente da equipe de enfermagem. PERGUNTA: O acolhimento era realizado apenas pela equipe de enfermagem?

Foto do Usuário Joyce Mazza Nunes Aragão 09-02-2021 12:50:35

Artigo atual e extremamente relevante, que desperta a atenção para a ampliação da atenção à saúde de pessoas em situação de rua.

Foto do Usuário Samile De Sena Nunes 09-02-2021 12:50:35

O texto esta bastante relevante, ótimo tema. Parabéns por trazer este tema .

Foto do Usuário Xenia Maria Tamborena Barros 09-02-2021 12:50:35

Pauta importante a ser trabalhada dentro dos serviços de saúde e com a equipe multiprofissional. Menciono como relevante também articulação com a Política de Assistência Social, dentre outras. Parabéns pelo trabalho!