Políticas Públicas e Hipertensão Arterial Sistêmica no Brasil: Uma Revisão Bibliográfica.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Políticas Públicas de Saúde

Acessos neste artigo: 7


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Larissa Aline Carneiro Lobo , Ricardo Letizia Garcia

ABSTRACT
Objetivou-se estudar as Políticas Públicas existentes no Brasil que visam o enfrentamento da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). A metodologia empregada foi revisão bibliográfica da literatura. Buscou-se no banco de dados da Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) a combinação dos seguintes descritores em ciências da saúde (DeCS): Hipertensão Arterial, Política Pública e Brasil. Através das leituras geradas, percebe-se que as políticas públicas no Brasil têm alcançado inúmeros avanços desde a criação do SUS e a reorganização do modelo de saúde. Ainda assim, a HAS é uma condição silenciosa, assintomática, cuja prevalência vem crescendo no Brasil e, por vezes tem seu tratamento negligenciado. Sendo necessárias ações em saúde que abordem não somente o diagnóstico e o tratamento, mas também, considerem a prevenção da HAS como uma prioridade.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Tatiana Pereira Das Neves Gamarra 09-02-2021 12:50:35

Excelente trabalho, com tema relevante relevante para a pesquisa em saúde, bem consistente e estruturado. Minha única observação: as limitações do estudo não estão explícitas.

Foto do Usuário Lina Valéria Dos Santos Souza 09-02-2021 12:50:35

Excelente trabalho! Escrita fluida e bem estruturada!

Foto do Usuário Rúbia Knobeloch Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

Tema muito importante para ações de educação em saúde. Parabéns!

Foto do Usuário Joyce Mazza Nunes Aragão 09-02-2021 12:50:35

Trabalho relevante, bem desenvolvido, claro e objetivo.

Foto do Usuário Alba Vilela 09-02-2021 12:50:35

Tendo as HAS no momento atual atingido um nível bastante significativo na população brasileiro torna-se este estudo oportuno para a comunidade civil e privada e acadêmica.

Foto do Usuário Xenia Maria Tamborena Barros 09-02-2021 12:50:35

Estudo muito interessante! Coloca-se como um desafio a implementação de um trabalho multiprofissional com vistas a sensibilização da população e que tenha como foco a prevenção. Penso, dentro desta perspectiva, que seja importante a articulação intersetorial das políticas públicas bem como o conhecimento do contexto social no qual a população está inserida. Isto, com objetivo de ampliar as possibilidades de sustentabilidade do cuidado em saúde.