ELEMENTOS ESSENCIAIS PARA A CONSTRUÇÃO DOS PROCESSOS PEDAGÓGICO E METODOLÓGICO DAS ATIVIDADES COLETIVAS: COMPARTILHANDO A EXPERIÊNCIA DA CASSI MINAS GERAIS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação, formação e treinamento em saúde

Acessos neste artigo: 3


Certificado de participação:
Certificado de Viviane Gonçalves Barroso

AUTORIA

Viviane Gonçalves Barroso , Alexandre Viana Barros De Andrade , Camila Hallack Loures , Cinara Silveira Souza , Cirlene Alves Da Silva , Filomena Magda Fernandes Foureaux , Gladiston Hercules Viana De Souza , Heloisa Magalhães De Oliveira , Juliana Maria Borges Da Costa , Luciana Marques Da Silva , Pamera Aparecida Da Silva Pinheiro

ABSTRACT
As atividades em grupos na Atenção Primária à Saúde (APS) são alternativas para as práticas assistenciais que integram as estratégias de cuidado, constituindo-se ambiente coletivo de interação favoráveis ao aprimoramento de todos os envolvidos, por meio da valorização dos saberes, da cultura e da possibilidade de intervenção no processo de adoecimento. A utilização dessa prática assistencial, organizada pela Estratégia de Saúde da Família (ESF) é considerada estratégica por favorecer, entre outros, a autonomia e a valorização do sujeito e a troca de experiências sobre problemas muito comuns, levando ao aprendizado, oportunizando o empoderamento e potencializando a corresponsabilidade no cuidado de saúde. Este trabalho tem o objetivo de demonstrar elementos essenciais para a construção pedagógica e metodológica das atividades coletivas na Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI), Unidade Minas Gerais (MG), que permitem a sistematização do processo de elaboração das práticas. Não se trata de buscar a prática rígida e limitadora, mas de subsidiá-la por meio da utilização de processos embasados teoricamente, que possibilitem o alinhamento entre o objetivo assistencial, as características do público alvo e as habilidades e competências dos profissionais que conduzem as atividades, potencializando as vivências educativas. Na CASSI-MG as atividades coletivas, aprimoradas por discussões teóricas, tornaram-se, cada vez mais, recursos assistenciais utilizados para potencializar a educação em saúde. As equipes de saúde compreenderam a importância e utilizam, em todas as atividades propostas, a centralidade pedagógica de, pelo menos, um autor da educação ou do conhecimento como recurso de ensino-aprendizagem e definem os caminhos metodológicos considerando o processo de aprendizado que se espera alcançar. A experiência da indica a necessidade de serem considerados, como elementos essenciais na construção das atividades coletivas, os referenciais teóricos pedagógicos e metodológicos que as embasam, sem perder de vista, como disse Guimarães Rosa, que “O importante e bonito do mundo é isso: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas, mas que elas vão sempre mudando. Afinam e desafinam.”.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Milena Pereira Saraiva 09-02-2021 12:50:35

Artigo muito bem escrito e embasado com um assunto interessante, que sugere uma estruturação no atendimento aos portadores de doenças crônicas com foco no resultado e com esquematização de uma decisão compartilhada.

Foto do Usuário Flávio Magalhães Lotti 09-02-2021 12:50:35

Uma atividade coletiva bem descrita com metodologia de acordo com a temática facilita a adesão e sendo eficaz para mudança de comportamento do participante . Cabe ressaltar que a atividade coletiva deverá contribuir para o cuidado e sugiro falar um pouco de metodologias para os profissionais terem como apoio não desenvolvimento das atividades . Gostaria de saber sobre grupos operativos para doenças crônicas e qual a função deles numa atividade coletiva ?

Foto do Usuário Renato Barreto Almeida 09-02-2021 12:50:35

Atividades em grupo tem o diferencial de reunir pessoas com problemas em comum de forma, não só de potencializar o aprendizado como também auxiliar a pessoa a se sentir compartilhando com outros suas angústias, dificuldades e soluções pessoais. A troca de experiência é muito positiva.

Excelente artigo, descrição bem fundamentada, coerente com o objetivo apresentado. Atividades coletivas são mesmo boas estratégias para ampliar o cuidado qualificado e potencializar a coparticipação do paciente na sua educação em saúde.