O crescimento dos indicadores hospitalares como consequência do Novo Coronavírus: Uma discussão sob o ponto de vista econômico do Brasil.

Temas: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19


Certificado de participação:
Certificado de Lorena Franco Sobral

Certificado de publicação:
Certificado de Lorena Franco Sobral

Acessos nesse artigo: 2


AUTORIA

Évelin Lúcia De Barros , Aryanne Vanessa Silva Andrade Do Amaral , Lorena Franco Sobral

ABSTRACT
Resumo
Objetivo: O presente estudo teve como objetivo descrever sob a perspectiva econômica em saúde o impacto do novo Coronavírus nos indicadores hospitalares. Método: Trata-se de um estudo descritivo, de caráter quantitativo que utilizou como base de dados para extração dos indicadores a plataforma TABNET/DATASUS do Ministério da Saúde. Foram selecionadas as variáveis relacionadas ao número de internações, média de permanência hospitalar, óbitos absolutos e taxa de mortalidade relativa a outras doenças virais pelo CID, e utilizados os intervalos de tempo referentes aos meses de janeiro a maio dos anos de 2019 e 2020 para fins comparativos. Resultados: Em 2020 houve um aumento significativo de 5,5% na média de internações em relação a 2019, quanto a média de permanência temos uma média geral de 5,6 dias por paciente, de janeiro a maio de 2019 e 28 dias, se somadas todas as regiões. No mesmo período de 2020 o país registrou uma média 6,22 dias e um total de 31 dias. Houve aumento no número de óbitos em 2020 de 139% se comparado ao ano anterior. A taxa de mortalidade por outras doenças virais de janeiro a maio de 2019, aponta maior expressão nas regiões sudeste 1,06 e sul 1,56, já para o ano de 2020 houve um crescimento exponencial  para todas as regiões do país, com norte 21,36, nordeste 23,39 e sudeste 9,31. Considerações finais: Diante dos argumentos apresentados, é notório que o Brasil ainda tem muito a melhorar no que diz respeito ao enfrentamento de emergências em saúde pública.  Fica então subentendido, que o aumento nesses indicadores, no ano de 2020, ocorreu devido à pandemia do COVID-19, que é uma doença viral e que para efeito de preenchimento das IAHs foram agrupadas às outras doenças virais.
Palavras-chave: COVID-19; Economia na saúde; Subfinanciamento do SUS.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários

Importante o tema abordado para os indicadores de saúde no combate a pandemia.

O trabalho está belíssimo, claro e muito bom no desenvolvimento. Poderia ter falando mais um pouco sobre as intervenções possíveis