A UTILIZAÇÃO DE MARCADORES DE VULNERABILIDADE CLÍNICO-FUNCIONAL NA GESTÃO DO CUIDADO DO IDOSO NA ATENÇÃO PRIMÁRIA

Temas: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde


Certificados:
Não disponível

Acessos nesse artigo: 2


AUTORIA

Ana Carolina Ribeiro Assis Araújo , Alexandre Viana Barros De Andrade , Ana Luiza De Souza Matos , Bianca Gerchon Tolentino , Cinara Silveira Souza , Fatima Maria Da Silva Pires , Cirlene Alves Da Silva , Erika Soares Caldeira , Evelyn Christiane Capuci Monteiro , Flávio Magalhães Lotti , Gladiston Hercules Viana De Souza , Juliana Maria Borges Da Costa , Maria Christine Costa , Pamera Aparecida Da Silva Pinheiro , Klisney Vergueiro De Oliveira Pini , Paulo Henrique Reis Pereira , Suelen De Camargos Silva , Tatiana Sueli Santos Rage , Viviane Gonçalves Barroso

ABSTRACT
Entre as diversas ações estratégicas possíveis de serem desenvolvidas na Atenção Primária à Saúde (APS) por meio da Estratégia de Saúde da Família (ESF), destaca-se a estratificação de vulnerabilidade da população idosa, que contribui tanto para a organização de ações de saúde dirigidas para o coletivo, contemplando as necessidades gerais dos diferentes perfis da população, como para identificar e planejar intervenções especificas, voltadas a cada sujeito. Além de contribuir para a elaboração do plano de cuidados e para a gestão populacional, a estratificação da vulnerabilidade dos idosos pode ser capaz de potencializar a articulação do cuidado multiprofissional nos serviços de APS e junto aos demais serviços e profissionais da Rede Assistencial de Saúde (RAS). O presente trabalho demonstra o percurso da implantação do instrumento de estratificação da vulnerabilidade clínico-funcional (IVCF-20) para a promoção dos cuidados de saúde aos idosos da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI), Unidade Minas Gerais (MG). Foi possível identificar que, à medida em que o perfil dos participantes idosos da CASSI-MG torna-se mais conhecido, fica mais evidente a relevância da utilização do instrumento de estratificação de vulnerabilidade para a detecção precoce de sinais de declínio da funcionalidade (Atividades de Vidas Diárias - AVD’s), da autonomia (capacidade individual de decisão e comando sobre as ações, estabelecendo e seguindo as próprias convicções) e da independência (capacidade de execução de atividades diversas por meios próprios). A avaliação da vulnerabilidade se traduz como uma estratégia essencial para o cuidado prestado ao idoso e, mesmo com resultados preliminares, já é possível observar contribuições para a organização do eixo assistencial, para o cuidado propriamente dito e para a organização do processo de trabalho. Contribui, ainda, para o desenvolvimento de ações efetivas de atenção à saúde para uma vida melhor dos idosos e para e efetivação do Modelo de Atenção Integral da CASSI.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Aline Figueiredo Camargo 09-02-2021 12:50:35

Percebe-se o cuidado dos autores em escrever o artigo, que está muito empenhado em explicitar a aplicação do IVCF-20 e do VES-13 na APS. Mas não consegui identificar com facilidade os objetivos do trabalho.

Foto do Usuário Aline Figueiredo Camargo 09-02-2021 12:50:35

Percebe-se o cuidado dos autores em escrever o artigo, que está muito empenhado em explicitar a aplicação do IVCF-20 e do VES-13 na APS. Mas não consegui identificar com facilidade os objetivos do trabalho.

Foto do Usuário Ellen Maria Isis Leite Morales 09-02-2021 12:50:35

Objetivo Claro e definido Revisão de literatura coerente e atualizada sobre o tema. Método eficaz Resultados Alcançados E o Resumo atende relevante contribuição para tema Observação para as citações dos autores, contudo bem apresentados

Foto do Usuário Flávio Magalhães Lotti 09-02-2021 12:50:35

A estratificação do idoso através da ferramenta do IVCF 20 , facilita o cuidado e organização da agenda profissional. A equipe através da avaliação consegue realizar um plano de cuidado personalizado através da pontuação em determinadas áreas . Sendo o telemonitoramento um facilitador de acompanhamento e monitoramento desse participante.

Foto do Usuário Renato Barreto Almeida 09-02-2021 12:50:35

Em uma realidade de envelhecimento populacional, a avaliação funcional dos idosos se faz de fundamental importância no âmbito da atenção primária visando a estratificação desta população e definição de uma linha de cuidado adequada para a necessidade de cada paciente, seja intervindo em fatores de risco de fragilidade ou na proporcionalidade de ações para os pacientes frágeis e elegíveis para Cuidados Paliativos. Qual a adesão da equipe a proposta da aplicação do instrumento?

Foto do Usuário Milena Pereira Saraiva 09-02-2021 12:50:35

Objetivo Claro e bem definido, pois o desenrolar do trabalho se pautou nele. Revisão de literatura coerente e atualizada sobre o tema. Método eficaz porém achei uma descrição um pouco prolixa. Resultados alcançados . O resumo atende relevante contribuição para tema.

Foto do Usuário Fernanda Guimarães Lopes 09-02-2021 12:50:35

O artigo foi muito bem montado, organizado Gostei bastante