PLANO DE APOIO MATRICIAL NA PRÁTICA DA VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL NAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE (UBS)

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão de serviços de saúde

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Maria Cecília Marconi Pinheiro Lima , Kedma Teixeira Montedori

ABSTRACT
O cenário dos trinta anos do Sistema Único de Saúde (SUS) reúne um balanço marcado por avanços ímpares e denuncia as reformas administrativas necessárias para que seus serviços tenham qualidade. O SUS vem se ordenando com a lógica do trabalho compartilhado em equipes de apoio matricial e nas redes de cuidado. A fragmentação do processo de cuidado com a circulação dos cidadãos entre profissionais e serviços como se fossem uma peça deslizando por uma linha de produção tem resultados ineficazes, desumanos e ineficientes. O objetivo deste estudo é propor um modelo provável de apoio matricial como alternativa à convergência dos saberes de modo à uma melhor oferta de atenção para com o desenvolvimento infantil a partir do cuidado integral da criança na primeira infância.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Letícia Ferreira De Souza 09-02-2021 12:50:35

O tema é interessante sim e tem sua relevância. Porém, observei erros de pontuação, escrita e concordância. Os objetivos não ficaram muito claros e o método não foi descrito. Poderia ter falado um pouco mais enfaticamente sobre o apoio matricial (serviço de retaguarda), inclusive falar um pouco a respeito do que já existe no Brasil, dos serviços de matriciamento e de que forma ele vem contribuindo para a saúde da nossa população.

Proposta extremamente relevante, considerando a importância da temática e o desconhecimento de sua relevância pelos profissionais de saúde. Como enfatizado pelo trabalho, a capacitação dos profissionais para realizar o apoio matricial já na puericultura poderá favorecer o curso da vigilância do desenvolvimento infantil. Acredita-se também que profissionais preparados para identificar e acompanhar os marcos do desenvolvimento infantil a partir da caderneta de saúde da criança, possibilitará que o fluxo de encaminhamentos precoce venha ocorrer, assim como a partir dessa triagem crianças em atraso no desenvolvimento ou com o desenvolvimento atípico possam usufruir de ações de promoção de cuidado a saúde integral a criança.

Foto do Usuário Maria Helena 09-02-2021 12:50:35

Trabalho muito bem estruturado, embora de extrema relevância muito pouco abordado, pouquíssimos profissionais na saúde praticam Matriciamento, Proposta BRILHANTE!

Foto do Usuário Lúcia Pereira Márquez Saad 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pelo trabalho, rico em relevância! A proposta descrita é provável e deveria ser adotada por todas UBS’s

Foto do Usuário Laura Mendes 09-02-2021 12:50:35

PARABÉNS!!!! Tudo que leio relacionado a Matriciamento acha fantástico que pena que é pouco praticado, seu trabalho também aborda a importância do cuidado e olhar integral, excelente trabalho!