A perspectiva dos clientes na construção de um instrumento para avaliar qualidade dos serviços em Centros de Fitness no Rio de Janeiro

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e áreas afins na Gestão, Educação e Promoção da Saúde

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Edvaldo De Farias , Luis Felgueiras Quaresma , Eduardo Borba Neves , Jose Vilaça-Alves

ABSTRACT
Serviços constituem a atividade econômica predominante nas relações de consumo desde a 2ª. metade do século XX, e por essa razão demandam a necessidade de aumento contínuo da sua qualidade, e, por conseguinte, do monitoramento desta em suas entregas a clientes, com foco na fidelização destes pela satisfação do consumo e resultados dele advindos. Os negócios em fitness estão em expansão em praticamente todo o mundo e, sendo assim, o progressivo aumento da concorrência, faz com que a parte tangível desses negócios, como técnicas, equipamentos e espaços físicos, se transformem em commodities, não sendo mais, portanto, fator de diferenciação mercadológica e, muito menos, fator gerador de fidelidade. O objetivo da pesquisa foi desenvolver um modelo conceitual para avaliar a qualidade dos serviços em centros de fitness na cidade do Rio de Janeiro / Brasil, considerando a perspectiva dos clientes como base para a sua construção. Participaram voluntariamente da pesquisa 216 centros de fitness e destes, foram pesquisados 657 clientes regulares. Foi aplicado um instrumento específico em sua versão original, apenas com adequações linguísticas e terminológicas para serviços em fitness, proposto por Ko e Pastore. Após a coleta dos dados, os resultados foram tratados por meio da análise fatorial exploratória (AFE), com foco na construção de um modelo conceitual com um número menor de dimensões / questões sem perda da qualidade dos resultados e, consequentemente, demandando menor tempo para sua aplicação. Os resultados relacionados à caracterização dos clientes sugerem que são predominantemente jovens de até 30 anos, na sua maioria do sexo feminino, com alto grau de aderência as práticas físicas e baixo grau de fidelização as respectivas empresas e seus serviços, com consumo regular de, no máximo, 3 modalidades. Após a AFE pode-se evoluir do instrumento original, com 67 itens distribuídos por 4 dimensões para um outro, composto por 42 itens, distribuídos por 8 dimensões e que explicam 75,78% da variância comum dos dados, gerando uma redução de 37,3% no número de itens. Conclusivamente, foi evidente que os centros de fitness pesquisados devem rever suas ofertas, sob ponto de vista quantitativo, pois o consumo médio e localizado dos clientes é muito menor que a quantidade delas mantidas em seus portfólios, sinalizando assim, para um espaço de otimização de custos e a possibilidade da prática de preços mais competitivos. Além disso, o alto grau de aderência à prática de exercícios em centros de fitness evidenciado na pesquisa, associado a baixa fidelização deles aos centros pesquisados, sugere a carência de ações fidelizadoras e, por conseguinte, dificuldades na gestão financeira delas, pois a conquista de novos clientes tem custos maiores do que manter os que já estão consumindo serviços regularmente. Quanto ao resultado da aplicação da AFE, pode-se afirmar que, a estrutura fatorial encontrada no instrumento é boa e aceitável para a avaliação da qualidade de serviços nesses centros. Neste sentido, o modelo proposto possui validade fatorial e consistência interna adequadas, sendo indicado para utilização como instrumento de avaliação da percepção de qualidade dos serviços em centros de fitness no Rio de Janeiro.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Fernanda Guimarães Lopes 09-02-2021 12:50:35

Artigo muito bom, claro e coerente.

Artigo completo, que abrange um tema de relevância para a promoção da saúde.

Foto do Usuário Ana Paula De Lima Bezerra 09-02-2021 12:50:35

Tema muito interesse. No entanto faltou o resumo e adequação com cabeçalho.

Foto do Usuário Kedma Teixeira Montedori 09-02-2021 12:50:35

Faltou termo de consentimento livre e esclarecido algo que é imprescindível!

Foto do Usuário Dayana Ferraz Silva 09-02-2021 12:50:35

Perfeito, geralmente tem muitos estudos sobre o termo fitness sobre a qualidade de vida , mas os centros que fornecem o serviço geralmente não são relatados

Foto do Usuário Guilherme Jackson Alves Da Silva 09-02-2021 12:50:35

o artigo foi bem escrito pelo autor e deixa claro o objetivo que ele trouxe

Foto do Usuário Liliane Moretti Carneiro 09-02-2021 12:50:35

Bem escrito, coerente. Sugiro por o resumo, senti falta.

Foto do Usuário Akimi Kokanj Kochi 09-02-2021 12:50:35

O artigo está claro, coerente e alinhado com o objetivo proposto. Faltou um resumo inicial e deixar claro se houve e qual foi o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido apresentado para os indivíduos que participaram. No mais, um ótimo trabalho.

Foto do Usuário Isabela Nascimento Dos Santos 09-02-2021 12:50:35

A temática do estudo é bsatante pertinente,visto que a área de fitness necessita de maiores estudos e investigações aprofundadas afim de subsidiar novos aprofundamentos.