A PANDEMIA DE COVID-19 E O IMPACTO DO ISOLAMENTO SOCIAL NOS ÍNDICES DE VIOLÊNCIA EM SANTA CATARINA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 2


Certificado de participação:
Certificado de Ricardo Lemos Thome

Certificado de publicação:
Certificado de Ricardo Lemos Thome

AUTORIA

Ricardo Lemos Thome , Diogo Picchioni Soares , Nei Antonio Nunes , Jacir Leonir Casagrande

ABSTRACT
O objetivo do presente artigo é o de estudar o impacto da pandemia do Covid-19 nos crimes violentos praticados no território de Santa Catarina, analisando indicadores referentes aos seis primeiros meses dos anos de 2016 a 2020 para a verificação de fatores de aumento ou diminuição da violência. O estudo teve caráter seccional, documental, quantitativo e descritivo, com análise de seis categorias de crimes: estupro, homicídio, latrocínio, violência doméstica, roubo, tráfico de drogas. As quatro primeiras contabilizaram o número de vítimas e as duas últimas o número de fatos comunicados em base de dados oficial da Polícia Civil. Os dados foram tratados e analisados em pacote estatístico, com o objetivo de indicar as distribuições na série temporal e as taxas por 100.000 habitantes (categoria de crime/população total x 100.000). As distribuições entre os anos de 2019 e 2020 foram analisadas por meio do Qui-Quadrado de Pearson com significância de 5% (p<0,05), visando verificar se as distribuições de cada categoria criminal foram significativamente diferentes entre os períodos. Observou-se que o isolamento social e a reação preventiva ao COVID-19 pode ter possibilitado a diminuição sensível de certos crimes que exigiam o contato ou circulação de pessoas, mas o confinamento das pessoas em suas residências levou a um elevado acréscimo em ocorrências de violência doméstica e o direcionamento da polícia para fiscalizar a circulação de pessoas, pode ter ocasionado o abandono de populações mais vulneráveis, constando-se um maior número de homicídios creditados a conflitos por posse de territórios destinados ao tráfico de drogas.  

Palavras-chave: COVID-19. Isolamento social. Indicadores de violência. Homicídio. Segurança Pública.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Delmiro Gomes Da Silva Neto 09-02-2021 12:50:35

O trabalho apresentado é muito bem redigido e organizado, trazendo dados de suma importância para a academia, máxime na atual conjuntura, cujas respostas ainda são esparsas e de difícil evidenciação, quanto ao status pandêmico vivenciado por nossa sociedade.

Foto do Usuário Stella De Mello Alves 09-02-2021 12:50:35

Os autores dissertam sobre uma temática bastante atual e inédita, uma vez que abordam o impacto do isolamento social, principal meio de combate ao coronavírus, nos índices de violência no Estado de Santa Catarina. Destaque para a metodologia que foi muito bem delineada. O artigo está bem redigido e coeso. Deixo a sugestão dos autores abordarem em outro artigo a questão da corrupção (praticada por agentes públicos), a qual está associada às medidas de combate à COVID-19. Será que há muitos casos de corrupção associados à luta contra a COVID-19? Por fim, o questionamento que deixo aos autores é: o que o governo de Santa Catarina poderia implementar como política pública para reduzir o nível de violência doméstica a partir deste "novo normal" que estamos vivenciando?

Foto do Usuário Tathiane Dalmut Isoton 09-02-2021 12:50:35

O artigo é bastante interessante, porém outro impacto gerado pelo Isolamento Social referente a Pandemia do Covid-19 são os casos de depressão, sendo então uma sugestão para futura análise do impacto desta pandemia na população.