Abordagem Multicêntrica de Guerreiro Ramos para os Estudos das Organizações: uma perspectiva para além do mercado

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Teoria das Organizações

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível
AUTORIA

Neidiana Da Silva Machado , Daniel Neto Francisco , Julio Cesar Andrade De Abreu

ABSTRACT
Este ensaio promove uma conexão entre a perspectiva crítica dos estudos organizacionais e a abordagem multicêntrica, promovida a partir das contribuições teóricas de Alberto Guerreiro Ramos. O presente trabalho tem como objetivo central promover uma abordagem das teorias de cunho multicêntrico e das críticas do autor ao domínio da esfera do mercado sob o cenário das organizações, relacionando estes elementos críticos como contribuições ao campo dos estudos organizacionais. Para isto, foi realizada pesquisa bibliográfica, a partir dos escritos de Guerreiro Ramos voltados para a proposição de novos olhares e vieses para o campo das organizações no Brasil e no mundo. Além de estabelecer correlação entre estas teorias e as contribuições de outros autores do campo dos estudos críticos e teorias postas em debates no campo das organizações.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Alexandre Hochmann Béhar 09-02-2021 12:50:35

A temática do artigo é interessante e o debate necessário, especialmente diante do cenário que se apresenta. Contudo, o texto demanda maior conexão entre os parágrafos. Neste mesmo sentido, há necessidade de inserir o recuo na primeira linha de cada parágrafo, assim como o artigo necessita de revisão de acordo com as regras da ABNT. Entendo que o trecho de maior fragilidade do artigo refere-se à Introdução. O debate teórico que é realizado nas seções posteriores não seria amplamente apresentado nesta seção, assim como há pouca diversidade nas referências utilizadas. O objetivo do artigo não está claramente descrito, assim como se faz necessário indicar que se trata de um ensaio teórico.

Foto do Usuário Dionísio Tavares De Almeida 09-02-2021 12:50:35

O artigo muito bom, nos traz abordagem multicêntrica de Guerreiro Ramos para estudos organizacionais, mostrando-se que a administração precisa ser reformulada sobre novos fundamentos epistemológicos, pois tem reproduzido, desde Frederick Taylor, a ideologia do sistema de mercado. Esse fato está relacionado à maneira como a racionalidade funcional e sua ética de responsabilidade passaram a dominar a sociedade em detrimento da racionalidade substancial com base em uma ética de valores, ao mesmo tempo em que se observou o desenvolvimento e a proeminência das organizações formais de mercado. Esses fatores tiveram impacto na cultura e no caráter do homem moderno, que passou a desenvolver comportamentos mediante o cálculo utilitário de consequências. Também como as atividades decorrentes de necessidades objetivas de sobrevivência se transformaram no cerne da vida social, em que ter um trabalho passou a ser o principal critério de reconhecimento. A sugestão importante referente ao trabalho, Partimos do pressuposto que a análise de Guerreiro Ramos ainda é atual na medida em que a supremacia do mercado não arrefeceu. Assim, aventamos a possibilidade de que o pensamento Guerreiro possa não apenas contribuir para a reformulação da sociologia e da administração, mas também servir de subsídio para a construção de um campo de estudos emergente nas ciências socioambientais: o ecodesenvolvimento, e suas interfaces com a teoria das organizações. Porquê que a obra de Guerreiro Ramos nos traz contribuições importantes e singulares para os que estão envolvidos nos estudos organizacionais e as suas características?