SAÚDE EMOCIONAL DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE QUE ESTÃO NA LINHA DE FRENTE NO COMBATE À COVID-19

Temas: Evidências científicas e relatos de experiência sobre Covid-19


Certificados:
Não disponível

Acessos nesse artigo: 1


AUTORIA

Italla Maria Pinheiro Bezerra , Caroline Nascimento De Souza , Laís Lopes Gonçalves , Larissa Zuqui Ribeiro , Larissa Chagas Suhett , Juliana Maria Bello Jastrow , Alessandra Aparecida De Saldes

ABSTRACT
Introdução: A COVID-19 é uma patologia que foi registrada inicialmente na China em
dezembro de 2019, tendo como agente etiológico o Sars-Cov-2. O vírus se espalhou
rapidamente causando um crescimento exponencial dos casos da COVID-19, e em pouco tempo
a doença foi tratada como uma pandemia, sobrecarregando assim, os serviços de saúde, uma
vez que as instituições não possuíam leitos, suprimentos materiais e profissionais suficientes
para atuar no combate à doença. Diante desse cenário, muitos profissionais de saúde inseridos
na assistência desenvolveram diversos sintomas psicológicos, entre eles, depressão, insônia e
ansiedade. Objetivo: Descrever a saúde emocional dos profissionais de saúde que estão na
linha de frente no combate à covid-19. Método: Trata-se de uma revisão integrativa realizada
nas bases de dados da Biblioteca Nacional de Medicina – PUBMED. durante o mês de abrilde
2020. Para a busca utilizou-se os descritores baseados no Decs, e assim montou a estratégia de
busca: covid-19 AND mental health AND nurse. Os critérios de inclusão na primeira busca
foram: Artigos completos disponíveis, idiomas inglês e português, ano de publicação entre 2016
a 2020. Foram excluídas, teses, mestrados, dissertações e revisões de literatura. Resultados:
Foram encontrados 72 artigos abordando a temática, no entanto, após , a aplicação dos critérios
de inclusão, restaram 42 artigos, e depois da leitura exaustiva de títulos e resumos, foi
selecionado em um total de 13 artigos, e posteriormente, realizando-a de forma completa,
resultou um total de 09 artigos entre nacionais e internacionais. De acordo com os estudos
analisados, a maioria dos profissionais de saúde inseridos na linha de frente no combate à
COVID-19 tem apresentado sintomas como, ansiedade, estresse, insônia e depressão, alguns
fatores têm contribuído para o desenvolvimento desses sintomas mentais, entre eles, o medo
que o profissional tem de ser contaminado e transmitir o vírus para outra pessoas, um ambiente
de trabalho hostil, a carga exaustiva de serviço, o isolamento social, frustração, tédio, além de
falta de suprimentos e informações inadequadas sobre a doença. Considerações finais: Diante
do cenário de pandemia que os serviços de saúde têm enfrentado, torna-se necessário que os
gestores das instituições de saúde identifiquem os profissionais mais vulneráveis e desenvolvam
estratégias de suporte a esses indivíduos no intuito de minimizar os impactos na saúde
emocional e mental da equipe de saúde responsável pelo cuidado aos paciente com COVID-19.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Danieli Damasceno Soares 09-02-2021 12:50:35

Achei super interessante o tema, um conteúdo ótimo.

Foto do Usuário évelin Lúcia De Barros 09-02-2021 12:50:35

Material teórico e metodológico bem fundamentado, texto e resultados bem estruturados, conforme metodologia proposta.Tema de grande importância considerando o cenário epidemiológico atual, e seus reflexos futuros nos serviços de saúde.

Foto do Usuário Ozélia Sousa Santos 09-02-2021 12:50:35

Material teórico e metodológico bem fundamentado, texto e resultados bem estruturados, conforme metodologia proposta. Descritores bem claros. Ideias claras. Tema relevante, principalmente considerando que um dos maiores problemas enfrentados pelos profissionais de saúde no que diz respeito ao enfrentamento da COVID-19 foi a gestão dos impactos na saúde mental.

Foto do Usuário João Vitor Nascimento Palaoro 09-02-2021 12:50:35

Trabalho muito bom e atual de uma relevância muito boa.

Foto do Usuário Fernanda 09-02-2021 12:50:35

Ótimo tema, artigo bem fundamentando e compreenssível

Foto do Usuário Ana Caroline Rodrigues Lima 09-02-2021 12:50:35

Artigo esta bem estruturado, com metodologia bem detalhada. Pergunta: Por que apenas os superiores hierárquicos dos serviços de saúde podem criar um sistema de apoio para seus funcionários ? Será que na discussão/construção de uma rotina amenizadora não seria mais interessante incluir os próprios profissionais? Sugestão: Reformular parte da conclusão tentando responder diretamente ao objetivo proposto no estudo.

Foto do Usuário Jéssica Lopes De Oliveira 09-02-2021 12:50:35

O trabalho está bem estruturado e contextualizado com a situação e problema proposto, possui relevância social, necessitando apenas de ajustes ortográficos.

Foto do Usuário Francisco Boçon Junior 09-02-2021 12:50:35

Artigo bem contextualizado e de grande relevância no atual cenário. Cumpre com o objetivo proposto abordando uma revisão extensa. Pontuações: muitos erros ortográficos e julgamento de valor no texto como "depois da leitura exaustiva de títulos e resumos". Há erros como relacionar COVID-19 com o virus SARS-CoV e não SARS-CoV-2 Pergunta: na conclusão há menção de remuneração como meio de mitigar os efeitos psicológicos, por que não foi abordado no texto?

Foto do Usuário Ferla Maria Simas Bastos Cirino 09-02-2021 12:50:35

Artigo com tema bem atual e pertinente. Algumas criticas: 1) O título, resultados e discussão trazem análises da saúde mental dos profissionais da saúde, porém os autores descrevem na metodologia que a busca foi realizada com descritor "nurse", não fazendo nenhuma menção aos profissionais de enfermagem, generalizando os achados da pesquisa para todos os profissionais de saúde. 2) Existem erros ortográficos e gramaticais. 3) A base de busca foi descrita como "Biblioteca Nacional de Medicina" . quando deveria ser: "Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos".

Foto do Usuário Ferla Maria Simas Bastos Cirino 09-02-2021 12:50:35

Artigo com tema bem atual e pertinente. Algumas criticas: 1) O título, resultados e discussão trazem análises da saúde mental dos profissionais da saúde, porém os autores descrevem na metodologia que a busca foi realizada com descritor "nurse", não fazendo nenhuma menção aos profissionais de enfermagem, generalizando os achados da pesquisa para todos os profissionais de saúde. 2) Existem erros ortográficos e gramaticais. 3) A base de busca foi descrita como "Biblioteca Nacional de Medicina" . quando deveria ser: "Biblioteca Nacional de Medicina dos Estados Unidos".

Foto do Usuário Isabella Louíse Morais De Sousa 09-02-2021 12:50:35

O artigo é muito relevante e pertinente. Introdução poderia estar mais explanada, metologia está muito bem feita e descrita, assim como os resultados e discussão. No geral, artigo muito bem elaborado.

Foto do Usuário Luana Rocha Leal 09-02-2021 12:50:35

Artigo muito interessante e esclarecedor, essencial nesse momento que estamos vivendo e nos atenta para essas questões fundamentais nos serviços de saúde. Tenho uma dúvida: os autores do artigo são da área da enfermagem ou coincidiu com os resultados encontrados na literatura?

Foto do Usuário Jéssica Luzia Delfino Pereira 09-02-2021 12:50:35

Parabéns aos autores,trabalho de grande relevância.

Foto do Usuário Emilly Lorrane Domingos Da Silva 09-02-2021 12:50:35

Artigo muito bem construído e fundamentado. Gostei da presença do esquema e da tabela. Sugestão: Desenvolver melhor as Considerações Finais. no mais, parabéns a todos os envolvidos!

Foto do Usuário Maini Aparecida De Freitas Gomes 09-02-2021 12:50:35

o artigo relata com clareza a situação que os profissionais de saude estao vivenciando.