DO APOGEU AO DECLÍNIO, COMPREENDENDO A CONSTRUÇÃO NAVAL SOB A ÓTICA DA CAPACIDADE OPERACIONAL.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Gestão de Operações e Logística

Acessos neste artigo: 2


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Maria De Lara Moutta Calado De Oliveira

ABSTRACT
O objetivo desta pesquisa foi compreender o declínio da construção naval, sob a ótica da capacidade operacional. Para tal objetivo, foi dado continuidade a trabalhos anteriores que identificaram as capacidades operacionais encontradas nos estaleiros brasileiros. Os processos dos estaleiros foram abordados pelo levantamento bibliográfico, pesquisa documental e realização de entrevistas. A pesquisa é um estudo qualitativo de múltiplos casos, tendo como unidades de análise os casos dos estaleiros Atlântico Sul e Vard Promar. Os principais resultados indicam que no segmento empírico da construção naval as categorias de capacidade operacional de melhoria, cooperação e controle são importantes, mas não foram suficientes para manter os estaleiros em funcionamento, uma vez que os dois estaleiros, no momento, estão sem demanda para dar continuidade em suas atividades. Os resultados indicam que as capacidades de responsividade e reconfiguração que foram fracamente identificadas em trabalhos anteriores, são fundamentais para adequação dos estaleiros a condições ambientais atuais que envolve escassez de demanda e mudanças nas estratégias das políticas de fomento. À vista disso, o trabalho ratifica a importância da capacidade de responsividade e de reconfiguração, sobretudo em mercados complexos, com fortes tendências globais e dependência de políticas governamentais, com características predominantemente financeiras.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Jéferson Deleon Fávero 09-02-2021 12:50:35

Material bem estruturado, principalmente quando cita exploitation e exploration de March (1991). Possui coerência no conteúdo explorado. Sugere-se melhorias na formatação como quadros e tabelas, bem como parágrafos e citações.

Foto do Usuário Claudio Azevedo Peixoto Junior 09-02-2021 12:50:35

O artigo é interessante, mas não tem como sugerir possíveis alternativas, pois apresenta uma amostra e a forma analisada não foi tão didática. Apesar disto deve-se elogiar o recorte teórico, mas a forma como analisaram as empresas estudadas não ficou didática, apesar de colocarem legenda, assim sugeres-se ampliar para trabalhos futuros.