MODELOS DE CAPACIDADE DE INOVAÇÃO: REVISÃO BIBLIOMÉTRICA E SISTEMÁTICA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Empreendedorismo e inovação

Acessos neste artigo: 4


Certificado de publicação:
Certificado de Errol Fernando Zepka Pereira Junior

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Errol Fernando Zepka Pereira Junior , Lívia Castro D'avila , Alisson De Moraes Bastos , Rubens De Araújo Amaro , Ana Paula Capuano Da Cruz

ABSTRACT
Este trabalho tem como objetivo analisar, mapear e revisar as publicações
científicas à nível mundial sobre os modelos de capacidade de inovação. Para isto, foi
realizado um estudo bibliométrico e sistemático com análise de conteúdo dos artigos
localizados nas bases de dados Science Direct, Scopus e Web of Science. A análise de
conteúdo fornece uma visão aprofundada sobre cada um dos artigos. Trabalhou-se com um
portfólio de 50 artigos, metodologicamente selecionados. Nestes, destaca-se o crescimento no
interesse por esse tema de pesquisa como se percebe pela quantidade de artigos publicados
por ano. Havendo uma predominância nas publicações por parte da Espanha, Turquia, Reino
Unido e Estados Unidos. As universidades que mais se destacam são Gebze Institute of
technology (Turquia), Ruakura Research Centre (Nova Zelândia) e University of Alabama
(Estados Unidos). Predominância dos autores mais produtivos: turcos, a saber: Salih Zeki
Imamoglu, Huseyin Ince e Halit Keskin. E tendo por pediódico mais produtivo o Procedia -
Social and Behavioral Sciences. Os achados da presente pesquisa podem indicar um
panorama geral do que vem sendo publicado mundialmente acerca da temática de modelos de
capacidade de inovação.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Felipe Kopp Leite 09-02-2021 12:50:35

O tema escolhido para realizar a pesquisa bibliométrica e sistemática é interessante e diversas publicações tem se utilizado dele atualmente, uma vez que possui muitas facetas para realização de análises. Destaco a robustez metodológica, exemplificando claramente o passo a passo que foi tomado para a realização da pesquisa. Os achados apresentados e discutidos na seção 4 e nas conclusões são interessantes e contribuem para o campo de capacidades de inovação. Destaco os motivos para a avaliação 4 estrelas dos objetivos e resultados: (1) julguei um pouco confusa a utilização de três verbos de ação no objetivo do artigo, talvez a redação de uma questão de pesquisa seria mais interessante. (2) Embora o destaque para a robustez metodológica, senti falta da utilização das Leis da Bibliometria, pois embora tenha se tomado como base os autores Wormell (1998) e Vanti (2002), a utilização, por exemplo, da Lei de Bradford poderia trazer contribuições para pesquisadores que se baseiem nesta revisão para guiar suas escolhas de referências, já que através dela é possível uma visualização dos principais periódicos através do Núcleo de Periódicos que mais publicam sobre o tema, norteando deste modo futuros estudos. Por fim, questiono o autor frente a este parágrafo: ''É válido destacar que esta pesquisa não filtrou artigos por temporalidade, tendo-se identificado publicações no período entre 2006 e 2018''. Por que definiu-se este período de tempo e não, por exemplo, um período que abrangesse trabalhos desde a virada do milênio em 2000*? * Coloco este ano como exemplo, pois em 2000 iniciou uma crescente de mais de 100% em relação a anos anteriores que continua até os dias atuais, tendo em vista a relevância do tema.

Foto do Usuário Flávia Frate 09-02-2021 12:50:35

No resumo e na introdução, é prometido um estudo bibliométrico e sistemático com análise de conteúdo dos artigos localizados nas bases de dados Science Direct, Scopus e Web of Science. Ocorre que a análise de conteúdo, não foi demonstrada conforme os autores definem: ''análise de conteúdo fornece uma visão aprofundada sobre cada um dos artigo''. Acredito que apenas devam retirar do resumo, da introdução e um parágrafo da metodologia a proposta dessa analise.

Foto do Usuário André L. Cavalcanti 09-02-2021 12:50:35

O tema é interessante, a base é robusta e os métodos são indicados para a análise. Contudo, acredito que o artigo pode melhorar nos resultados e contribuições. No aspecto dos resultados, senti falta de melhor discussão dos artigos e dos clusters, através da análise de conteúdo proposta. Sobre as contribuições, um trabalho robusto e com riqueza de informações poderia ir além de só apresentar os dados. Sugiro criarem uma agenda para estudos futuros, com as principais lacunas e/ou interações de temas. Para além disso, poderiam até mesmo propor um modelo a ser testado por outros pesquisadores.

Foto do Usuário Fabíola Kaczam 09-02-2021 12:50:35

Como sugestão os autores poderiam aplicar o protocolo de Revisão Sistemática de Literatura proposto por Tranfield, Denyer e Smart (2003). Esse protocolo dá direcionamentos para a análise aprofundada de conteúdo, além das 3 leis clássicas da bibliometria: Lei de Lotka, Lei de Bradford e Lei de Zipf.

Foto do Usuário José Abel De Andrade Baptista 09-02-2021 12:50:35

Parabéns pela conclusão do artigo e continuem sempre pesquisando.