ORGANIZAÇÕES DE TELECOMUNICAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE CHOQUE CULTURAL APÓS OS PROCESSOS DE PRIVATIZAÇÃO E TERCEIRIZAÇÃO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 2


Certificado de publicação:
Certificado de MALEBRANCHE Helios Olbrisch Freres Filho
Certificado de LOPES Clarice Sabbatini Capella

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Pinto Ana Darc Maia , Menezes Julia Bello De , Lopes Clarice Sabbatini Capella , Malebranche Helios Olbrisch Freres Filho

ABSTRACT
Compreender as mudanças culturais provocadas pelo processo de aquisição mostra-se como um tema de peso para o campo da Administração, uma vez que recorre a estudos relativos a valores, ritos e políticas aplicadas, dentre outros fatores que, de uma forma ou outra, estão inseridos no cotidiano administrativo organizacional. Assim, este artigo tem como objetivo discutir cultura organizacional, tomando como campo de reflexão as organizações de telecomunicação privatizadas no Governo Fernando Henrique Cardoso nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo. Para alcance do objetivo, foi utilizada a pesquisa bibliográfica exploratória. Como resultados, percebeu-se que a literatura acerca do objeto se encontra restrita a estudos descritivos, sugerindo-se que sejam realizadas mais pesquisas exploratórias e de campo, para identificar com maior clareza o processo de fusão ou aquisição e, consequentemente, suas implicações sobre o papel exercido pela área de gestão de pessoas e pelos líderes envolvidos no processo.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Claudio Alencar 09-02-2021 12:50:35

O artigo tem a temática bastante relevante e bom. Sugiro melhorar a ortográfica em alguns pontos nos resultados.

Foto do Usuário Raquel Serrao Rodrigues Da Silva 09-02-2021 12:50:35

O artigo precisa ser reescrito. Existem erros enormes: o objetivo do mesmo é discutir a cultura organizacional, mas com qual propósito? Pra que discutir isso? A figura 1 não pode ser foto, ela precisa ser construída. Referencial teórico raso e pouco desenvolvido. Além disso, abordaram apenas estudos seminais e antigos. Vários outros autores internacionais e mais recentes tratam sobre o tema. Também faltou discorrer mais sobre privatizações, cultura organizacional, missão, visão e valores organizacionais. O artigo se caracteriza por ser exploratório, mas não é. Está mais para revisão de literatura, mas ainda assim, está longe de ser ao revisar apenas dois artigos encontrados no google acadêmico.