Gerenciamento de Enfermagem Inadequado: os riscos e danos ao atendimento do paciente.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Ensino e Pesquisa em Administração

Acessos neste artigo: 3


Certificado de publicação:
Certificado de Caroline Leandro Sobrinho

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Renata Firmino Almeida , Eliana Suemi Handa Okane , Caroline Leandro Sobrinho

ABSTRACT
A administração e o gerenciamento são uma das competências bases a serem desenvolvidas pelo enfermeiro, a fim de liderar e estimular treinamentos entre sua equipe. Falhas nessa gestão podem ocasionar danos à segurança e na qualidade do serviço prestado ao paciente. Nosso objetivo é descrever o papel do enfermeiro na gestão de capital humano e relatar as consequências causadas no atendimento ao paciente relacionado ao mal gerenciamento e administração de enfermagem no ambiente hospitalar. Trata-se de uma revisão integrativa (seguindo rigorosamente todas as fases) com coleta de dados realizados a partir de fontes secundárias, por meio de análise bibliográfica, tendo como questão norteadora; os riscos e danos ao paciente devido mal gerenciamento de  enfermagem no ambiente hospitalar.  A amostragem constou-se de 14 artigos, e 52 unidades significativas. Os textos selecionados foram submetidos à análise temática, emergindo três categorias que descrevem os riscos e danos ao atendimento do paciente no gerenciamento de enfermagem inadequado: 1) O processo de gerenciamento e administração de enfermagem e os indicadores de qualidade; 2) Percepção dos profissionais de enfermagem frente a cultura de segurança do paciente; 3) Percepção sobre o erro. Concluímos que o  enfermeiro tem papel primordial no gerenciamento e administração, dentro de uma organização, visando a melhoria da equipe e diminuição de riscos e danos ao paciente. A comunicação efetiva, o trabalho em equipe e a aproximação entre líderes e liderados são elementos essenciais no processo de atendimento seguro ao paciente.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Caroline Leandro Sobrinho 09-02-2021 12:50:35

Texto bem fundamentado e de extrema relevância para Gestão Hospitalar. Falar sobre Gerenciamento de Enfermagem no ambiente hospitalar demonstra a realidades que muitas vezes não vistas e/ ou faladas, além das mínimas condições e o impacto no atendimento ao paciente. De acordo com a abordagem sobre as mudanças no processo, mesmo que de forma lenta, porém significativas pergunto: Quais as principais mudanças implementadas da perspectiva de inclusão no ambiente hospitalar, para que haja uma melhora no Gerenciamento de Enfermagem?

Foto do Usuário Patricia Da Silva Santos 09-02-2021 12:50:35

A temática mostra-se relevante devido abordagem reflexiva do autor com relação às competências do enfermeiro e os riscos que o paciente pode sofrer. Como também ‘nuances’ do exercício da enfermagem. O artigo discorre sobre o gerenciamento de Enfermagem no ambiente hospitalar e a realidade vivenciada. O autor buscou fundamentar seus pensamentos com um referencial teórico. Como sugestão continuação do trabalho analisando como o estresse e sobrecarga pode afetar os profissionais na da enfermagem com mais detalhes. Pergunta: O autor coloca a questão do erro por parte dos profissionais, e a sobrecarga como sendo um dos fatores apontados, muitos trabalhadores têm vários empregos, sendo assim uma valorização salarial e uma restrição por parte dos órgãos públicos, como dedicação exclusiva do profissional poderia minimizar esses erros?