TRANSMISSÃO DA VARIAÇÃO DA TAXA DE CÂMBIO PARA OS PREÇOS DE EXPORTAÇÃO BRASILEIROS DO ALGODÃO

Temas: Globalização e Internacionalização de Empresas


Certificados:
Não disponível

Acessos nesse artigo: 1


AUTORIA

Leonardo Sangoi Copetti , Daniel Arruda Coronel , Adriano Mendonça Souza

ABSTRACT
O objetivo desta pesquisa consistiu no exame da relação entre as variações cambiais e os preços de exportação brasileiros do algodão, relação definida como o pass-through da taxa de câmbio, tendo como referência o período de junho de 1999 a dezembro de 2018. Os dados foram coletados nos sites do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – CEPEA, no Instituto de Economia Aplicada – IPEA e na Intercontinental Exchange – ICE. Neste sentido, fez-se uso dos instrumentais de séries temporais, especialmente do Modelo Vetor de Correção de Erros. Os resultados encontrados forneceram indicações de que o grau de pass-through da taxa de câmbio para os preços de exportação do algodão ocorreram de forma, representando que depreciações da taxa de câmbio não se traduzem em ganhos significativos de competitividade, uma vez que não reduzem expressivamente os preços de exportação.
Palavras-chave: Algodão. Preços de Exportação. Pass-Through.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Francisco Américo Cassano 09-02-2021 12:50:35

O estudo apresenta objetivo e método bem definidos, que proporcionaram conclusões importantes para a tomada de decisão de produtores/exportadores brasileiros de algodão. No resumo os resultados encontrados não mencionam a forma como o grau de pass-through da taxa de câmbio para os preços de exportação do algodão brasileiro ocorreram (nas conclusões está citado que foi incompleto). Sugere-se uma revisão do texto para corrigir erros de grafia/digitação e de concordância.

Foto do Usuário Julio Cesar Zilli 09-02-2021 12:50:35

O estudo consistiu no exame da relação entre as variações cambiais e os preços de exportação brasileiros do algodão, relação definida como o pass-through da taxa de câmbio, tendo como referência o período de junho de 1999 a dezembro de 2018. Estudo muito bem estruturado, com a definição clara dos métodos adotados. Muito bem!! Parabéns aos autores!!!