ÉTICA E MORAL NAS ORGANIZAÇÕES

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 4


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Almiralva Ferraz Gomes , Kelliane De Jesus Nascimento , Aline Záide Pinheiro Matos Santos , Beatriz Rodrigues Silva Bockorni , Simone Teixeira

ABSTRACT
Com as mudanças no mundo organizacional, as empresas vêm tentando se adequar a grande quantidade de pessoas oriundas das mais diversas culturas, hábitos, crenças, valores e que trabalham no mesmo ambiente profissional. Para lidar com tal contexto de diversidade, muitas organizações estabelecem códigos de ética, a fim de se monitorar comportamentos e, por conseguinte, manter boas relações entre colegas, organização e sociedade. A ética vem sendo estudada há milênios e, apesar de seu conceito ser confundido com o de moral, suas aplicabilidades são distintas, porém, complementares. O estudo aqui proposto tem como objetivo, com base em revisão bibliográfica, provocar uma discussão sobre como as organizações tratam da ética, em especial as organizações públicas.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Danilo Rodrigues Guedes 09-02-2021 12:50:35

Ótimo trabalho, aborda uma questão sempre urgente e atual nas organizações, apresenta uma clara discussão sobre as vertentes da ética e moral, apontando a insuficiência em se determinar o comportamento humano em normativos organizacionais. Como se trata de estudo que aborda também organizações públicas, creio que seria interessante apresentar brevemente o Sistema de Gestão da Ética do Poder Executivo Federal instituído pelo Decreto nº 6.029/2007 que é coordenado, avaliado e supervisionado pela Comissão de Ética Pública - CEP, instituída pelo Decreto de 26 de maio de 1999. Finalizo com o seguinte questionamento: Quais desafios as autoras enxergam para o desenvolvimento de uma cultura da ética nas organizações públicas?

O estudo é bastante instigador. Com a afirmativa ''de nada adiante se estabelecer um código de ética apenas capaz de disciplinar a conduta do empregado e constituir um instrumento de punição rápida às transgressões de conduta se o indivíduo não transmutou as barreiras da falta de ética'', o estudo sugere que esse é o contexto predominante nas organizações?

Foto do Usuário Pedro Jose Zualo 09-02-2021 12:50:35

A questão ética e moral é muito complexa e deveria representar uma abordagem de reflexão profunda em todos países. Parece que as pessoas encaram a ética como uma barreira e não como um valor para o bem-estar da organização. Dada a relevância da temática, interessa levantar algumas questões de debate: o que estará a contribuir para comportamentos antiéticos, no contexto brasileiro? Como é que as organizações públicas e privadas (sem descurar a sociedade), podem ou devem gerir os problemas ou práticas contrárias aos princípios éticos? Será que é o caráter imoral das pessoas ou ambientes laborais que promovem comportamentos que ferem a moral e a ética, na sociedade? Pedro Jose Zualo