ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA DA RELAÇÃO TRIBUTÁRIA COM O COMPORTAMENTO DO CONTRIBUINTE

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Contabilidade

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Brenda Melissa Fonseca , Daniel Fonseca Costa , Lélis Pedro De Andrade , Bruno César De Melo Moreira

ABSTRACT
A tributação tem influenciado a economia e, com isso, o cotidiano e as decisões das pessoas, das organizações e dos governos. Além disso, a literatura relacionada tem demonstrado uma relação entre fatores psicológicos e comportamentais com a tributação, o que tem levantado discussões sobre o tema. Diante disso, este trabalho objetiva realizar uma análise bibliométrica sobre a relação dos fatores psicológicos e comportamentais do indivíduo com a tributação. Para realizar a bibliometria, a busca foi feita na Web of Science e a análise foi feita utilizado o software CiteSpace (CHEN, 2004; 2006). Após uma busca entre os anos de 1945 a 2020, chegou-se a uma quantidade analisada de 1.395 artigos. Como principais resultados, identificou-se que o trabalho de Haddad e Harrison (1993) é o mais citado e que os Estados Unidos é o país de origem das publicações mais relevante por ter publicado 39,07% dos artigos pertencentes à amostra. Além disso, verificou-se que o termo “Tax evasion” possui a maior concentração de estudos na frente de pesquisa, e que “Tax avoidance” e “incentive” são os termos mais ativos atualmente, o que demonstra que há um forte fluxo de estudos sobre evasão fiscal relacionados com o comportamento do contribuinte.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Parabéns aos autores! O trabalho apresenta uma temática atual e relevante, encontra-se bem estruturado. Excelente!

Foto do Usuário Cristiane Krüger 09-02-2021 12:50:35

Os fatores psicológicos não são mencionados no título. ''Após uma busca entre os anos'' alterar para ''o período pesquisado contemplou os anos de 1945 a 2020''. Ainda, sugiro retirar os meses de 2020, pois parece que todo o ano foi considerado, no entanto, a pesquisa contemplou apenas alguns meses. Além disso, os termos em inglês devem ser traduzidos para o português, para que seja entendível. As considerações finais devem ser complementadas, para se igualar à extensão da introdução. Também sugiro incluir as limitações da pesquisa. Procure uniformizar a escrita com parágrafos entre 5 e 6 linhas. Evite parágrafos de frase única e parágrafos muito curtos ou muito extensos. Na metodologia não ficou claro quando a pesquisa foi realizada, nem o período contemplado. A maior limitação/fragilidade da pesquisa é o ano de 2020, pois não fica claro até que mês foi considerado. Sugiro manter a pesquisa até 2019 apenas. Os resultados ficaram muito descritivos, faltou discussão. Além disso, a tradução dos termos é necessária, visto que para quem não é especialista desta temática e leitura dos termos em inglês impede o entendimento da pesquisa.

Foto do Usuário João Pedro Cabral Farache 09-02-2021 12:50:35

Com a pandemia do coronavírus e os recentes questionamentos dos agentes econômicos quanto ao papel desempenhado pelo agente governo, esta pesquisa preenche uma lacuna na literatura científica, porém, como sugestão, fica expandir o referencial teórico para um entendimento maior do leitor sobre o assunto e assim, um maior acesso as contribuições do trabalho.

Foto do Usuário Ana Carolyna Monteiro 09-02-2021 12:50:35

Apesar da bibliografia estar desatualizada, o tema é interessante e de relevância. Porém, para o trabalho contribuir para a criação de políticas que levem o contribuinte a cumprir as obrigações tributárias, uma análise bibliométrica não é a melhor opção, uma vez que ela só identifica tendências de pesquisas.