A PERCEPÇÃO DO PÚBLICO COM RELAÇÃO ÀS AÇÕES DE MARKETING DE EXPERIÊNCIA ELABORADAS PELOS PATROCINADORES NO ROCK IN RIO

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Marketing

Acessos neste artigo: 2


Certificado de participação:
Certificado de Renata Céli Moreira da Silva Paula

Certificado de publicação:
Certificado de Renata Céli Moreira da Silva Paula
Certificado de Larissa Compan de Almeida

AUTORIA

Renata Céli Moreira Da Silva Paula , Larissa Compan De Almeida

ABSTRACT
O marketing de experiência vem sendo muito utilizado pelas empresas na atualidade. Isso acontece devido à mudança no comportamento do consumidor, pois os consumidores se tornaram mais exigentes e buscam experiências que geram sentimentos e identificação. O Rock in Rio é um festival de música de grande porte que ocorre a cada dois anos no Brasil. Seu público de 2019 totalizou 700 mil pessoas durante os sete dias de evento, mostrando ser um lugar interessante para as marcas criarem interações e experiências para os clientes. Nesse contexto, o estudo tem como objetivo analisar a percepção do público em relação às ações de marketing de experiência elaboradas pelos patrocinadores no Rock in Rio de 2019. Para isso, a coleta de dados foi feita por meio de entrevistas em profundidade com quinze pessoas que foram ao Rock in Rio de 2019. A pesquisadora também esteve presente no evento, tirou fotos e registrou as ações de marketing de experiência das marcas patrocinadoras. Os principais resultados mostraram que os entrevistados durante o evento tiveram experiências agradáveis e que as atividades proporcionadas pelas marcas no festival chamaram a atenção para participação da interação.  Após o término do evento, os entrevistados conseguiram recordar das marcas presentes no festival. As mais lembradas por eles foram: Itaú, Red Bull, Heineken, Natura, Doritos, Bob’s e Coca-Cola. Além disso, os entrevistados deram sugestões para o festival e para as marcas para futuros eventos.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Tais Pasquotto Andreoli 09-02-2021 12:50:35

Trabalho bem redigido, com leitura fácil. Não entendi a estruturação do referencial teórico;as (muitas) bases conceituais são discutidas de forma muito rasa. Método interessante, mas senti falta do roteiro de entrevistas; não deu para entender como foi estruturada. Nas considerações finais, poderia endossar a contribuição teórica, que ficou vaga.

Foto do Usuário Camila Belli Kraus 09-02-2021 12:50:35

Não entendi por que há um tópico para Estratégias do Marketing de Experiência na fundamentação, se o mesmo não possui conteúdo. O artigo necessita de revisão da ABNT. Apesar de as figuras ilustrarem as marcas no evento, acredito que o espaço teria sido mais bem aproveitado pela metodologia, explicando melhor como foi feito a coleta, principalmente com o roteiro de entrevista. Fiquei com uma dúvida, porque as entrevistas foram feitas 2 semanas após o evento? Por que foram escolhidos apenas pessoas do estado do RJ se pessoas de todo o país frequentam o evento? A metodologia poderia estar mais completa. O artigo está escrito em primeira pessoa em algumas partes, o que não é comum no Brasil. A conclusão ficou um pouco repetitiva com o restante do artigo e pouco explorada. As autoras poderiam ter encerrado o artigo de outra forma, sem ficar repetitivo. Mas no geral considerei o tema interessante.

Foto do Usuário Aryane Kautnick 09-02-2021 12:50:35

O artigo está bem escrito e tem leitura fácil, que flui bem. A revisão de literatura apresenta tópicos relevantes, entretanto alguns são tratados de forma breve e poderiam ser melhor explorados. Ainda, a metodologia utilizada na pesquisa restringiu o perfil dos participantes de forma considerável (número de entrevistado e a característica de todos serem do mesmo estado - Rio de Janeiro). O tema é atual e pertinente, sendo necessárias mais contribuições nessa área, e a proposta de convergir a análise com o evento Rock in Rio amplifica a visão frente ao assunto.