Determinantes do capital gains overhang no mercado brasileiro de ações

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Finanças

Acessos neste artigo: 2


Certificado de publicação:
Certificado de Rodrigo Abbade da Silva

AUTORIA

Rodrigo Abbade Da Silva , Newton C. A. Da Costa Jr , Marcus Venicius Andrade De Lima , Pedro Guilherme Ribeiro Piccoli , Paulo Sérgio Ceretta

ABSTRACT
Em finanças comportamentais, o efeito disposição é definido como a propensão de investidores a realizar ganhos rapidamente e, ao mesmo tempo, serem relutantes a realizar perdas. Capital gains overhang (CGO) é uma medida de ganhos e perdas de capital não realizados que está associada ao efeito de disposição quando o foco é o mercado agregado. Este trabalho analisa, com dados da B3, durante o período de janeiro/2010 a dezembro/2018, se determinadas características das empresas e o sentimento do investidor podem desempenhar um papel na explicação das variações do CGO que sejam consistentes com as operações de investidores desinformados. Os resultados mostram que sim. Investidores desinformados são atraídos por características irrelevantes das empresas, o que não aconteceria num mercado eficiente. As principais características significativas foram turnover, lucratividade, preço/valor patrimonial, liquidez e tamanho. Isto implica que os preços das ações podem refletir informações com viés, o que desloca temporariamente os preços das ações de seus valores fundamentais. Quando os dados são segregados em tendência de alta e de baixa, se verificou uma relação negativa e significativa entre retornos esperados e sentimento do investidor, para mercado em alta.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários

Na minha opinião, o artigo trata de um assunto sem grande relevância para uma discussão mais aprofundada. É de conhecimento de todos que, normalmente, pequenos investidores que buscam rentabilizar o seu capital na bolsa de valores tomam decisões de investimento baseados em informações irrelevantes para o futuro da empresa escolhida para realizar o investimento.

Foto do Usuário Mauro Mastella 09-02-2021 12:50:35

Quanto à forma, o artigo ultrapassou o limite de páginas padronizado para o evento. Além disso, em termos de estrutura, considero que uma parta do que está colocado na metodologia, poderia ser movido para um capítulo de formulação de hipóteses. Há uma hipótese implícita no trabalho mas ela não está enunciada. Ajudaria muito melhorar a coesão textual se essa hipótese fosse formulada (pode ser mais de uma). O artigo apresenta claramente as variáveis, amostra e forma de mensuração. Os testes econométricos tradicionais para validação do modelo e dos resultados foram realizados. Atentar para um pequeno detalhe de estilo: ao realizar afirmações fortes, apresentar os dados das tabelas que embasam a afirmação. Exemplo "Foram encontradas fortes evidências que dão suporte a relação positiva entre CGO e as características das “boas” empresas"