Análise do processo de planejamento (PDIs) em Institutos Federais de Ensino do Rio Grande do Sul

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 2


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Jéssica Rodrigues Szulzevski , Sabrina Guimarães De Vargas , Taiani Corrêa Da Costa , Dalva Maria Righi Dotto

ABSTRACT
O objetivo deste estudo é descrever, por meio de uma análise comparativa, o processo de elaboração e as características peculiares dos Planos de Desenvolvimento Institucional (PDIs) atuais do Instituto Federal Farroupilha (IFFar, 2019-2026) e do Instituto Federal do Rio Grande do Sul (IFRS, 2019-2023), ambos localizados no estado do Rio Grande do Sul e caracterizados como organizações públicas de ensino e multicampi. Sob o ponto de vista metodológico classifica-se como uma pesquisa exploratório-descritiva e qualitativa, sendo que a coleta de dados foi realizada a partir de análise documental de um dos principais documentos de ambas as Instituições relacionado ao processo de planejamento, o PDI. Os resultados apontam que existem semelhanças entre os PDIs, desde a condução de sua elaboração, organizado a partir de comissões, da participação na elaboração da comunidade interna e externa, da estrutura e principalmente na Missão, Visão e Valores. Já as principais diferenças encontram-se no período de duração, em que o PDI do IFRS tem vigência por cinco anos e do IFFar, oito anos e, também, observa-se que o PDI do IFFar apresenta maior objetividade, em comparação ao do IFRS, com inclusão perspectivas, objetivos, indicadores e iniciativas.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Ana Elizabeth Martens Blasi 09-02-2021 12:50:35

Trata-se de artigo de excelente escrita e método, de caráter didático sendo que resultou em análise de PDIs de IFs. Apresenta tabelas e figuras que contribuem para o estudo do tema de administração universitária.

Foto do Usuário Aline Beatriz Schuh 09-02-2021 12:50:35

O tema é relevante, principalmente se considerarmos que os IFs são instituições ''jovens'' em comparação com outras instituições públicas de ensino superior, e o PDI é ferramenta fundamental para o planejamento estratégico dessas instituições. Conforme abordado brevemente no Referencial Teórico, há um Decreto que dispõe sobre a estrutura básica dos PDIs, e há também eixos temáticos definidos pelo MEC, que orientam a construção dos PDIs, por isso, creio que isso poderia ter sido melhor evidenciado no referencial. Dúvida/curiosidade: Por que o IFSul ficou de fora?