EXPANSÃO DE UNIVERSIDADES FEDERAIS NO INTERIOR DO BRASIL: IMPLICAÇÕES SOCIOECONÔMICAS

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Administração Pública

Acessos neste artigo: 3


Certificado de Publicação:
Não disponível
Certificado de Participação:
Não disponível

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Glaucia Grellmann , Maria José Carvalho De Souza Domingues

ABSTRACT
A expansão de universidades no interior do Brasil tem sido parte de uma ação de descentralização do ensino superior proposta pelos governos nos últimos anos. Este estudo objetiva analisar o surgimento de universidades federais no interior do Brasil e a relação deste fato sobre empregabilidade e renda, saúde e educação dos municípios alcançados pela expansão das universidades. Foram identificadas as universidades surgidas a partir do ano 2000 e por conseguinte, foi analisado o impacto da presença das universidades federais nos municípios e região adjacente aos campus universitários estudados durante os anos de 2005 a 2016. Os dados referentes às universidades federais implantadas foram extraídos dos relatórios anuais da Sinopse Estatística da Educação Superior desenvolvidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP). Quanto às variáveis empregabilidade e renda, saúde e educação, estas correspondem ao Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal. Constatou-se que durante o período analisado e para as regiões às quais as universidades estão instaladas, não houve resultado positivo com a geração de empregabilidade e renda. No entanto, as variáveis saúde e educação tiveram relação significativa com a presença das universidades nas regiões interioranas.

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS
Foto do Usuário Paulo Henrique Ferreira Alves 09-02-2021 12:50:35

A temática do artigo é muito relevante e atual. O texto é bem escrito e certamente fomentará discussões interessantes.

Foto do Usuário Diego De Sousa Bernardes 09-02-2021 12:50:35

A forte expansão das universidades públicas na última década é, sem dúvida, um movimento ainda muito recente e cujos múltiplos impactos ainda carecem de investigação científica em virtude da sua variedade e complexidade. A iniciativa de se utilizar indicadores socioeconômicos para investigar o impacto que novas universidades representam na comunidade em que estão inseridas contribui singularmente para a compreensão da relevância desse movimento de interiorização das universidades. Adicionalmente, um aspecto que poderia ser abordado e, talvez enriquecer o trabalho, é o impacto social das universidades, além da empregabilidade, saúde e educação. Parabéns às autoras pela trabalho!

Foto do Usuário Fábio Vieira José Duarte Filho 09-02-2021 12:50:35

Excelente estudo com ótimas contribuições para a academia.