ANÁLISE DE PREVISÃO DA ARRECADAÇÃO DE ICMS DO ESTADO DE MATO GROSSO (1993-2018)

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Contabilidade

Acessos neste artigo: 3


Certificado de publicação:
Certificado de Douglas Branco Dias Santana
Certificado de Juliany Soares Curti

AUTORIA

Laércio Juarez Melz , Juliany Soares Curti , Douglas Branco Dias Santana

ABSTRACT
O objetivo da pesquisa foi selecionar o melhor modelo para a previsão da arrecadação do ICMS. Coletou-se a série temporal do ICMS do IPEADATA, de janeiro de 1993 a dezembro de 2018. A série temporal foi convertida em índice devido à mudança monetária de Cruzeiro para Real em 1994. Testou-se entre dois modelos usando o ICMS como variável dependente e o ICMS (t-1) como variável independente. Um era Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) e o outro era Mínimos Quadrados Ordinários (MQO) com Quebras Estruturais. Os resultados mostraram que o MQO é melhor que o MQO com Quebras, de acordo com os critérios de Akaike, Schwartz e Hannan-Quinn. O impacto do ICMS dependente (t-1) foi positivo em 15% a longo prazo. Quando analisou-se o curto prazo, a média da estimativa é de 2,31%, e o valor do ICMS estimado no período atual é de 2,37%. Os resultados mostraram que a estimativa do ICMS, considerando o curto prazo, é menor do que na estimativa do longo prazo. Além disso, quando estimou-se o MQO com quebras estruturais, os resultados indicaram uma quebra na série temporal do ICMS, em fevereiro de 1999. No mesmo mês em que a tributação das transações financeiras (CPMF) foi extinta no Brasil. Após a quebras estrutural, a constante da segunda estimativa não foi estatisticamente significativa, mas os parâmetros do ICMS (t-1) são maiores que o primeiro.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Altieres Frances Silva 09-02-2021 12:50:35

O trabalho está bem escrito; os autores foram detalhistas em relação à estrutura. Seguem algumas sugestões que podem contribuir para uma futura publicação: Sendo um artigo, na introdução não há necessidade de apresentar os objetivos específicos. A metodologia está bem detalhada; talvez seja mais interessante apresentar os testes de adequação do modelo nessa seção, ao invés de apresentá-los nos resultados. É importante que os autores confrontem os resultado obtidos com a literatura sobre o tema, o que não foi feito na seção 4.4. Assim, sugiro também que expandam o referencial teórico (principalmente com artigos atuais), a fim de possibilitar a discussão de fato. É importante que as considerações finais apresentem quais foram as possíveis contribuições teóricas, práticas e sociais advindas do estudo.

Foto do Usuário Fabio Rodrigues De Oliveira 09-02-2021 12:50:35

Parte metodológica muito bem desenvolvida. O referencial teórico, no entanto, poderia conter mais dados sobre a importância desse tipo de análise.

Foto do Usuário Regis Garcia 09-02-2021 12:50:35

Gostei bastante da ideia do artigo. Alguns pontos relacionados à estrutura poderiam ser melhorados, como, por exemplo, uma seção que contemplasse a discussão sobre o efeito da arrecadação estadual sobre a sociedade. O artigo é bom.