Termoterapia em sementes de Guazuma ulmifolia Lam.

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Agricultura

Acessos neste artigo: 4


Certificado de participação:
Certificado de Ingrid Gomes Duarte
Certificado de Ingrid Gomes Duarte

Certificado de publicação:
Certificado de Otília Ricardo de Farias

COMPARTILHE SEU TRABALHO

AUTORIA

Luiz Daniel Rodrigues Da Silva , Otília Ricardo De Farias , José Manoel Ferreira De Lima Cruz , João Henrique Barbosa Da Silva , Ingrid Gomes Duarte

ABSTRACT
RESUMO – Sementes infectadas constituírem em focos primários de doenças no viveiro e no
campo, com isso, é de fundamental importância a utilização de medidas controle preventivo,
como o uso de sementes sadias e tratadas, e entre os métodos utilizados no tratamento de
sementes, a termoterapia é uns dos mais eficientes na erradicação de fitopatógenos localizados
interno ou externamente. Diante disso, este trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos da
termoterapia sobre a qualidade sanitária de sementes de mutamba. As sementes foram
submetidas à imersão em água quente à temperatura de 60°C e 70ºC por 5, 10, 15 e 20 min e
mais o tratamento controle, representado pela imersão de sementes em hipoclorito de sódio
(1%) durante 3 min. O método utilizado para a identificação dos fungos foi à incubação em
substrato de papel filtro “blotter test”. Observou-se nas sementes de mutamba os fungos
Chaetomium sp., Penicillium sp., Alternaria sp., Cladosporium sp., Aspergillus sp.,
Pestalotiopsis sp. A aplicação do tratamento térmico controlou de forma eficiente os
fitopatógenos associados as sementes de mutamba.
Palavras-chave: Guazuma ulmifolia, patologia de sementes, espécie florestal, tratamento
térmico

Para participar do debate deste artigo, .


COMENTÁRIOS

Muito bom trabalho! O artigo está bem escrito e na formatação exigida pelo o evento.

Foto do Usuário Robson José Rodrigues Alves 09-02-2021 12:50:35

O autor deve rever a formatação do trabalho. A discussão do trabalho poderia ser melhorada.

Foto do Usuário João Victor Da Silva Martins 09-02-2021 12:50:35

Trabalho relevante, bem escrito e desenvolvido e nas normas do evento! Parabéns aos autores pela pesquisa. Este tratamento é viável e recomendaria para o produtor?