EFEITO RESIDUAL DO USO PROLONGADO DE COMPOSTO ORGÂNICO EM ABRIGOS DE CULTIVO

Temas: Horticultura


Certificados:
Não disponível

Acessos nesse artigo: 2


AUTORIA

Rafael Ricardo Cantú , Euclides Schallenberger , Rafael Gustavo Ferreira Morales , Alexandre Visconti

ABSTRACT
O uso de composto em abrigos de cultivo apresenta uma série de benefícios ao solo. Por outro lado, são escassas as informações sobre o uso contínuo do insumo nesses ambientes. O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito residual do uso do composto em abrigos de cultivo de hortaliças. O experimento foi realizado de 2015 à 2017 na Estação Experimental da Epagri de Itajaí, em um abrigos de cultivo de hortaliças que recebeu por 16 anos exclusivamente composto como fertilizante. Para avaliar o efeito residual, foram realizados os cultivos de tomateiro (2015), alface (2015), alface (2016), tomateiro (2016) e couve (2017). Os tratamentos utilizados foram: T1 - (controle) aplicação de composto em todos os cultivos utilizando a dose já empregada nos anos anteriores, ou seja, o dobro da exigência do N das culturas; T2 - aplicação de composto na mesma dose do T1, apenas no primeiro cultivo; T3 - (testemunha) sem aplicação de composto em todos os cultivos; T4 - aplicação da metade da dose do T2 apenas no primeiro cultivo; T5 - aplicação da metade da dose do T4 apenas no primeiro cultivo. Foram avaliados, produção e acúmulo de nutrientes nas hortaliças e características da fertilidade do solo. O uso prolongado do composto em abrigos de cultivo proporcionou produções e acúmulo dos nutrientes pelas plantas, que não levou a diferenças significativa entre o tratamento sem fertilizante e os demais com uso do composto. É necessário reduzir as doses desse fertilizante e repensar as matérias primas utilizadas na fabricação do insumo, para uso em abrigos de cultivo com hortaliças.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Amanda Lovisotto Batista Martins 09-02-2021 12:50:35

O trabalho foi muito bem desenvolvido, de grande importância para a horticultura brasileira.

Foto do Usuário Helio Fernandes Ibanhes Neto 09-02-2021 12:50:35

O artigo apresenta proposta interessante para analisar a situação recorrente de cultivos em ambientes protegidos sem manejo de solo correto com base em análise de solo prévia ao cultivo. Muitos campos de produção encontram-se na situação proposta ou já salinizados devido ao uso de outros fertilizantes químicos sintéticos. Proposta de trabalho coerente e atual. O artigo carece de correções no objetivo, alinhando com título e conclusão, pois no atual apresentado, espera-se análises nutricionais de plantas (folhas ou frutos). Nomes científicos devem ser apresentados em itálico. Quais os nomes da cultivares e suas características (ciclo, porte, tipo de folha para alface)?. Outro ponto é a análise estatística não citada na metodologia, nos programas estatísticos foi realizada Anova? Testes de média? Regressão polinomial? Acredito que sim pelos resultados apresentados. o que pode então ser incluído na metodologia. Em relação ao resultados e discussões, os números encontrados por outros autores já citados no texto poderiam ser expostos para título de comparação, foi apenas citado que outros autores já encontraram resultados similares.

Foto do Usuário Anyela Rojas-molina 09-02-2021 12:50:35

O artigo é interessante e relevante para a atualidade