CERA DE CARNAÚBA E PRÓPOLIS NA CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE ABACATE ‘MANTEIGA’ AGROECOLÓGICO EM CONDIÇÃO REFRIGERADA

DOCUMENTAÇÃO

Tema: Fisiologia

Acessos neste artigo: 2


Certificado de participação:
Certificado de Yuri Rafael Alves Sobral
Certificado de Yuri Rafael Alves Sobral

Certificado de publicação:
Certificado de Elma Machado Ataíde
Certificado de Yuri Rafael Alves Sobral

AUTORIA

Yuri Rafael Alves Sobral , Elma Machado Ataíde , Jackson Mirellys Azevêdo Souza

ABSTRACT
O abacate é um fruto climatérico, com amadurecimento poucos dias após a colheita, o que torna necessária a adoção de técnicas de conservação pós-colheita. Em vista ao exposto, objetivou-se nesse trabalho avaliar revestimentos comestíveis na conservação pós-colheita de abacate ‘Manteiga’ agroecológico em condição refrigerada. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, em arranjo de parcelas subdivididas no tempo, sendo as parcelas constituídas pelos produtos: cera de carnaúba, extrato alcoólico de própolis e extrato aquoso de própolis, e aplicação de apenas água destilada (controle); e as subparcelas pelo tempo de armazenamento: 0, 7, 14 e 21 dias. Utilizou-se quatro repetições e um fruto por repetição. As características analisadas foram a massa do fruto (g), rendimento de polpa (%) e rendimento de sementes (%). Verificou-se que não houve interação os produtos cera de carnaúba, os extratos alcoólico e aquoso de própolis para as características analisadas. Enquanto. o período de armazenamento influenciou a massa do fruto, com redução de forma quadrática até 16,9 dias de armazenamento. Já o rendimento de polpa obtido foi 73,53%, aos 7,6 dias de armazenamento do abacate em condição refrigerada.

Para participar do debate desse artigo, .


Comentários
Foto do Usuário Luana Taina Machado Ribeiro 09-02-2021 12:50:35

o Trabalho ficou bem elaborado e discutido, entretanto deve se cuidar com os erros de digitação tem um ano no qual está (20017).

Foto do Usuário Henrique Guilhon De Castro 09-02-2021 12:50:35

O presente estudo objetivou avaliar revestimentos comestíveis na conservação pós-colheita dos frutos de abacate “manteiga” agroecológico, visando a adoção de técnicas para o aumento do tempo de vida útil pós-colheita. A conclusão do artigo (texto e resumo) pode ser melhorada discutindo os valores observados nos diferentes tratamentos (cera de carnaúba, extrato aquoso ou alcoólico de própolis), inclusive com o uso de tabelas no texto com esses dados e os testes estatísticos adotados. As condições de cultivo agroecológicas também não foram comentadas. A legenda da Figura 1 deve ser autoexplicativa.